segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Governo do RN enfrenta dificuldades para pagar 13º salário a servidores, diz Folha

O Governo do Rio Grande do Norte e de mais 3 unidades da federação enfrentam dificuldades para arcar com o 13º salário do funcionalismo público. A informação está publicada na edição da Folha de São Paulo nesta segunda-feira (30).

Além do RN, os servidores de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e do Distrito Federal estão sob ameaça de atrasos na remuneração até o Natal. 

No caso do Rio Grande do Norte, a Folha informa que o governo antecipou 40% do 13º salário em junho. Mas não definiu um cronograma para a segunda parcela “em virtude das seguidas frustrações nas receitas”.

Para conseguir arcar com o pagamento, o governo estadual terá de arrecadar 10% a mais que a média anual em novembro e dezembro.

A folha do 13º no RN é estimada em R$ 360 milhões, a menor entre os estados citados na reportagem da Folha.

Em Minas Gerais são necessários R$ 2 bilhões; mesmo valor do Rio de Janeiro [R$ 2 bi]; no Rio Grande Sul a conta chega a R$ 1,2 bi; e no Distrito Federal bate a casa do R$ 1,5 bilhão.

Os governadores argumentam que a crise econômica, que provocou a queda na arrecadação, afetou fortemente os cofres estaduais.


A maioria dos estados promoveu aumento de impostos que surtirá efeitos somente em 2016.

No Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente