quinta-feira, 9 de março de 2017

Construção civil do RN é a 2ª mais barata do Nordeste

O custo por metro quadrado da construção civil no Nordeste, em janeiro, foi o mais baixo entre as regiões brasileiras: R$ 954,49. O valor é 11,3% menor que o encontrado na região mais cara, o Sudeste (R$ 1.075,93).

O custo nacional, que em dezembro foi de R$ 1.027,30, subiu para R$ 1.031,21 sendo R$ 531,93 relativos a materiais e R$ 499,28, a mão de obra. O Nordeste foi o que apresentou o menor valor tanto para matérias primas (R$ 516,52) quanto para gastos com funcionários (R$ 437,97). 

Com R$ 909,91 de custo médio – R$ 495,36 de materiais e R$ 414,55 de mão de obra -, oRio Grande do Norte teve o segundo menor preço da região, à frente apenas de Sergipe, onde o metro quadrado chegou a R$ 905,88. Sergipe teve também o menor custo nacional da mão de obra (R$ 411,26), 33% inferior ao do Rio de Janeiro, que apresenta o maior gasto nesse quesito (R$ 610,87).

A construção civil na Paraíba apareceu como a mais cara entre os estados nordestinos: R$ 993,01. No estado vizinho, o custo médio dos componentes apresenta R$ 554,16 de matérias primas e R$ 438,85 de mão de obra.

Pernambuco se destacou por apresentar a maior elevação de custos do país, aumento de 10,85%, no período de 12 meses, até janeiro de 2017. No Nordeste, a variação foi de 6,1%, e de 6,46% na média nacional.


A avaliação está publicada no Diário Econômico Etene, produzido pelo Escritório de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão de pesquisas do Banco do Nordeste, com base no Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente