terça-feira, 25 de abril de 2017

Final do Campeonato Paranaense será transmitida apenas pela internet

Atlético-PR e Curitiba repetirão o feito histórico ocorrido no começo do Campeonato Paranaense, quando as duas equipes protagonizaram o primeiro clássico do futebol brasileiro com transmissão exclusiva pela internet. Desta vez, porém, os clubes se enfrentam pela final do torneio, o que torna o acontecimento ainda mais memorável.


A final será realizada em duas etapas: uma neste domingo, 30, e a outra, no domingo seguinte, 7 de maio. Os torcedores poderão escolher entre assistir às partidas pelos canais no YouTube ou nas páginas de Facebook das duas agremiações. 

As imagens serão captadas com ajuda do Esporte Interativo, com quem ambas têm contrato de transmissão em TV fechada e internet para edições do Campeonato Brasileiro a serem realizadas entre 2019 e 2024 — mas não na TV aberta, que é da Globo.

Segundo reporta o UOL, estima-se que cada um dos dois jogos tenha custo de transmissão aproximado em R$ 80 mil. Os clubes ainda planejam uma semana completa de cobertura envolvendo as redes sociais.

A Globo, que, por meio da afiliada RPC, possui os direitos de transmissão do Campeonato Paranaense como um todo, deve usar os horários dos Atletibas para exibir a final do Campeonato Paulista ao público do Paraná.

A emissora não conseguiu os direitos das equipes rebeldes porque ofereceu cerca de R$ 1 milhão por três anos de transmissão, o que foi considerado "absurdo" por ambas. Inconformados, os clubes organizaram exibições pela internet, e houve até uma pequena confusão com a Federação Paranaense de Futebol, que inicialmente impediu a realização do embate.

Após superarem os contratempos, Atlético-PR e Coritiba conquistaram uma audiência relativamente respeitável, se levado em consideração o ineditismo da atitude: no dia seguinte à partida, que aconteceu em 1 de março, o número de visualizações obtido já chegava perto de 4 milhões — e subiu mais com o tempo, já que todos os vídeos permanecem à disposição dos internautas.

Olhar Digital UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente