quarta-feira, 3 de maio de 2017

Conheça 5 bons celulares que podem ser comprados com menos de R$ 1.200

Para ter um bom celular, não é obrigatório pagar R$ 4.000. Existem boas opções para quem está com o orçamento um pouco mais apertado, seja por causa da crise, seja por simplesmente se recusar a pagar fortunas em um smartphone.

Para isso, o site Olhar Digital listou alguns dos bons celulares que podem ser encontrados no varejo por menos de R$ 1.200. Veja as sugestões: 

Moto G4 Plus
O intermediário do ano passado nos deixou bastante agradados em nossa análise. Hoje, o aparelho está com um preço ainda mais acessível e ainda mantém várias das características que chamaram a nossa atenção em 2016, com um design bonito e agradável ao tato, com desempenho satisfatório pela sua faixa de preço.

O aparelho conta com tela de 5,5 polegadas e 1080p de resolução, processador Snapdragon 617, 2 GB de RAM e bateria de 3.000 mAh com tecnologia de recarga rápida. Como ressalta o Engadget, as diferenças estão nos detalhes. O aparelho conta com câmera traseira de 16 MP com abertura f/2.0, “pixels largos” e foco automatizado com laser, sensor frontal de 5 MP, mais um leitor de impressão digital. Ele pode ser encontrado por R$ 1.000.

Moto G5 Plus
Ao contrário do G4 Plus, o Moto G5 Plus não nos impressionou de primeira. A Motorola, no entanto, percebeu a recepção fria que o aparelho recebeu e reduziu o preço do aparelho para um patamar mais interessante. Hoje o celular pode ser comprado por R$ 1.100 (à vista) com desempenho digno de Moto Z Play. O preço menor e o bom desempenho ajudam bastante a minimizar algumas das outras falhas que encontramos em nossos testes.

O Moto G5 Plus tem uma tela de 5,5 polegadas com resolução 1080p e processador Snapdragon 625 (o mesmo do Moto Z Play) e 2 GB de memória RAM. Sua uma câmera principal tem 12 MP e abertura de f/1.7, com um sistema chamado Dual Autofocus Pixels, que registra detalhes na imagem mais rapidamente. Ambos usam câmeras frontais de 5 MP.

Galaxy J7 Prime
O aparelho foi por muito tempo o mais procurado da Samsung, aparecendo frequentemente no topo ou na segunda colocação do ranking mensal publicado pelo site de comparação de preço Zoom. Não é à toa. O aparelho conta com um desempenho satisfatório e um design que o diferencia bastante da sua faixa de preço, com um acabamento metálico.

O modelo é uma atualização do J7 tradicional. O aparelho tem tela de 5,5 polegadas Full HD, 32GB de memória interna, 3GB de RAM, câmeras de 13MP e 8MP e bateria de 3.300 mAh. Ele pode ser encontrado por R$ 1.100 (à vista).

Zenfone 3 Max
O celular da Asus tem um grande ponto positivo: uma das maiores baterias do mercado. Com 4.100 mAh e componentes econômicos, o smartphone é uma garantia de grande tempo de uso com apenas uma recarga. Ele pode, inclusive, ser usado para recarregar um outro celular.

O aparelho que pode ser encontrado por R$ 1.100 (à vista) no varejo é a versão com tela de 5,5 polegadas com resolução Full HD, processador Snapdragon 430, 2 GB de memória RAM, câmera traseira de 16 megapixels e frontal de 8 megapixels.

Quantum Fly

O Quantum Fly é uma das surpresas do ano passado. O aparelho da marca brasileira Quantum (da Positivo) possui componentes de alto desempenho que colocam o celular no nível de smartphones muito mais caros. Hoje o aparelho já pode ser encontrado por R$ 1.000.

O aparelho vem equipado com tela de 5,2 polegadas com resolução 1920x1080 e processador MediaTek Helio x20 de dez núcleos com 2.1 GHz. A memória RAM também não deixa a desejar e tem 3 GB, enquanto o armazenamento interno é de 32 GB e expansível até 128 GB com cartão micro SD. A câmera traseira tem 16 MP, enquanto a frontal traz 8 MP com flash frontal físico, o que auxilia em selfies em ambientes com pouca luz. A bateria é de 3.000 mAh.

Olhar Digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente