segunda-feira, 29 de maio de 2017

Em dia de poucos negócios, dólar sobe a R$ 3,27 e Bolsa recua 0,55%

O dólar comercial opera em leve alta, enquanto a Bolsa registra queda, nesta segunda-feira de poucos negócios no mercado financeiro global por causa dos feriados nos EUA, Reino Unido e China. O dólar comercial registra alta de 0,15%, cotado a R$ 3,271. No mercado acionário, o índice Ibovespa recua 0,59%, aos 63.706 pontos.

— Nesse cenário de incerteza e com o presidente Temer tentando permanecer no cargo, nosso cenário-base prevê que o Ibovespa ficará oscilando entre 60 mil e 65 mil. O noticiário do fim de semana não diminuiu esse clima de indefinição, e dificilmente os investidores vão se posicionar antes de ter pistas sobre o que vai acontecer — disse Ignácio Crespo, chefe da Guide Investimentos. 

Com os feriados no exterior, o volume de negócios dentro do Ibovespa é 56% inferior à média dos últimos 30 dias. As atenções dos investidores locais se concentram no noticiário vindo de Brasília. No fim de semana, um dos destaques foi a substituição de Osmar Serraglio por Torquato Jardim no Ministério da Justiça, parte da estratégia do presidente Michel Temer para se manter no cargo.

Além disso, a Moody’s alterou a perspectiva do rating brasileiro de estável para negativa na sexta-feira, após o fechamento do mercado, citando aumento da incerteza em relação às reformas e à recuperação econômica do país.

Contribui para o pregão negativo desta segunda-feira o baixo nível do minério de ferro na China. Na sexta-feira, o produto viu seu preço recuar 3,9%, a quarta queda seguida, voltando assim para o território dos US$ 50 (US$ 57,91). Foi o menor valor desde 14 de outubro, segundo a Metal Bulletin. Nesta segunda-feira, o minério de ferro subiu 1%, mas segue abaixo dos US$ 60 (US$ 58,50). O preço já recuou 27% este ano e chegou a encostar em US$ 95 em fevereiro. Segundo especialistas, o insumo está se desvalorizando por causa da continuidade de sua oferta excedente no mercado global e pela perspectiva de desaceleração da demanda na China, maior consumidor do produto.

As ações da Vale sobem 2,87% (ON, a R$ 28,66) e 2,65% (PNA, a R$ 27,03).

As ações da JBS sobem 3,11% (R$ 7,95), apesar de o Ministério Público Federal (MPF) ter recusado a nova proposta de pagamento de R$ 8 bilhões pela controladora J&F em acordo de leniência no âmbito da Operação Greenfield. O órgão quer R$ 10,994 bilhões.

A Petrobras opera estável nas ações ON (R$ 14,56) e sobe 0,21% nas PN (R$ 13,71).


Entre os bancos, o Banco do Brasil recua 0,90%, enquanto o Bradesco recua 0,86%. O Itaú Unibanco perde 0,61%.

O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente