terça-feira, 30 de maio de 2017

MUNICÍPIO PREJUDICADO! - Junior de Chimbinha não prestou contas de creche e Angicos ficou devedor ao governo federal

Já se sabe de certeza que a gestão passada da prefeitura do município de Angicos, prejudicou o município em pelo menos uma coisa: deixou a cidade com registro negativo junto ao governo federal.

O prefeito de Angicos, Deusdete Gomes, ao buscar informações detalhadas para o estabelecimento de convênios entre o governo federal e o município, encontrou de cara já um grande problema pra resolver.

A prefeitura, na gestão do prefeito Junior de Chimbinha e da Secretária de Educação Cinara Dantas, deixou de prestar contas do prédio da Creche Modelo Professora Júlia Amélia Cruz, que fica no bairro Alto da Esperança, próximo ao abrigo dos velhos.

O valor global da obra foi de exatos R$ 1.271. 330,72 (um milhão, duzentos e setenta e um mil, trezentos e trinta reais e setenta e dois centavos), e a última parcela paga pelo governo, já em outubro de 2014 é do valor de R$ 317.832, 68 (trezentos e dezessete mil, oitocentos e trinta e dois reais e sessenta e oito centavos). Esse dinheiro não foi prestado contas ao governo.

O município ficou prejudicado, pois terá que adotar procedimentos explanatórios e jurídicos para conseguir limpar o nome de Angicos do cadastro inadimplente do governo federal.
Isso acaba atrasando a cidade, pois como não foi prestado contas do dinheiro acima citado, o governo entende que alguma coisa está errada e simplesmente trava qualquer emenda ou convênio entre as partes, até que a situação seja regularizada.

Esperamos que essa seja a única coisa da gestão passada que tenha ficado sem prestação de contas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente