sábado, 24 de junho de 2017

Após dois anos, homem que estuprou e matou a enteada ainda não foi julgado

Dois anos após a morte da jovem Alice, o crime ainda não foi julgado. A vítima caiu em uma emboscada armada pelo próprio padrasto, Gildo. Ele estava levando Alice a uma suposta entrevista de emprego, quando mudou a rota e entrou em uma estrada deserta, onde estuprou e matou a enteada. Sem justiça, a família vive angustiada sem a condenação do assassino.

Blog Seridó no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente