quinta-feira, 20 de julho de 2017

Ezequiel pretende que programas de habitação cheguem a cidades de três regiões

Mais cinco municípios de três regiões do Rio Grande do Norte, que registram o problema do déficit de moradia poderão ser beneficiados com os programas específicos do setor habitacional – Moradia Cidadã, nas suas vertentes Servidor e Municípios e Cartão Reforma.

Na última sessão plenária antes do recesso legislativo deste mês, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) protocolou expediente ao Governo do Estado solicitando a implantação nos municípios Currais Novos, Carnaúba dos Dantas e Serra Negra do Norte, no Seridó; Espírito Santo, no Agreste e Campo Redondo, no Trairi. 

“Nessa questão do déficit habitacional que atinge não só o Rio Grande do Norte, mas todo o Brasil há cidades mais carentes que outras e por isso precisam de atenção especial das políticas públicas voltadas para o combate a esse déficit. São os casos de Currais Novos, Carnaúba dos Dantas e Serra Negra do Norte, na região Seridó, Espírito Santo, no Agreste e Campo Redondo no Trairi”, justifica Ezequiel.

O Programa Moradia Cidadã, que é executada pela Companhia de Habitação e Desenvolvimento Urbano é uma prioridade nas ações voltadas para o enfrentamento da situação da falta de habitação unifamiliar. Ele contempla inicialmente a possibilidade de financiamento residencial aos servidores do Estado que podem assumir uma parcela mensal de baixo custo.

Um fundo de reserva vai contemplar as famílias de baixa renda, no interior, que não possuem casa própria e não tem condições de pagar um imóvel. A meta até 2018 é a de entregar 40 mil moradias.

No Cartão Reforma as famílias de baixa renda que recebem até dois salários-mínimos terão acesso ao crédito para reforma, ampliação, promoção de acessibilidade ou conclusão de obras. Esse último programa que é do Governo federal, tem um orçamento inicial de R$ 1 bilhão, devendo beneficiar 100 mil pessoas em sua primeira fase.

ALRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente