terça-feira, 8 de agosto de 2017

PM tenta fechar cerco de criminosos em guerra em São Gonçalo do Amarante

A Polícia Militar fecha o cerco aos criminosos que duelam pelo domínio do bairro Golandim, em São Gonçalo do Amarante. Desde domingo, 6, quatro assassinatos já foram registrados no local e a população está em fogo cruzado.

De acordo com uma moradora, cuja identidade ficará preservada, na segunda-feira, 7, criminosos ordenaram que a população se trancasse dentro das próprias casas a partir das 18 horas do mesmo dia. Durante a noite houve tiroteio no bairro. Disparos foram feitos contra a PM. Algumas viaturas ficaram com os pneus furados após passarem sobre grampos espalhados nas vias.

“Hoje (terça-feira, 8) foi um dia normal para a população. Estamos o tempo todo fazendo patrulhamento móvel e atentos para o que pode acontecer” falou o Tenente Coronel Marlon de Góis Bay, comandante do 11º Batalhão.

O clima de terror foi iniciado na noite do domingo com a execução de Eduardinho do Mosquito, líder do PCC no Rio Grande do Norte. Vários disparos de armas de fogo foram descarregados dentro do carro dele quando voltava da casa da mãe com a namorada. Desde então, a facção com origem em São Paulo e o Sindicato do RN duelam no bairro.

No domingo, logo após a morte de Eduardinho, outros dois homens foram mortos. Eles eram Carlos Alexandre Lemos, de 25 anos, e Daniel Pereira da Silva, de 24. Nesta terça-feira, outro homicídio foi registrado. A identidade não foi repassada à reportagem. Sabe-se que ele usava tornozeleira eletrônica.

Operações da PM estão sendo previstas para o Golandim, Mosquito e também em Ceará-Mirim.

Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente