terça-feira, 5 de setembro de 2017

Ezequiel requer veículos e equipamentos para unidades da Emater-RN de Angicos e interior do RN

Com o objetivo de reforçar as estruturas das unidades extensionistas rurais que prestam serviços de assistência técnica e extensão rural para os agricultores familiares do Estado, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), requereu a aquisição de veículos e equipamentos para os escritórios da entidade Emater-RN, nas regiões: Seridó, Agreste, Trairi, Central, Metropolitana e Mato Grande. 

“Estas melhorias são importantes para a produção agropecuária do Rio Grande do Norte e também pelas condições precárias que o semiárido tem atravessado nos últimos 6 anos de seca. Precisamos de iniciativas para o convívio com o fenômeno da seca no Estado. E melhorar a infraestrutura das unidades extensionistas para usufruto do produtor rural é um dos caminhos”, justifica Ezequiel Ferreira que também é presidente do Comitê de Ações de Combate à Seca da Assembleia.

Sempre atento às reivindicações do homem do campo, Ezequiel Ferreira ouviu das comunidades agrárias em suas recentes visitas aos municípios do semiárido a necessidade de melhorias nas estruturas da Emater no interior do RN. “Neste momento em que a seca se estende com causas devastadoras é importante unir esforços e apresentar soluções de convivência com a seca”, disse presidente do Comitê de das Ações de Combate a Seca na Casa Legislativa, Ezequiel Ferreira.

O deputado solicitou os carros e equipamentos para Angicos, Bom Jesus, Boa Saúde, Coronel Ezequiel, Cruzeta, Currais Novos, Espírito Santo, Jardim do Seridó, Lajes, Lagoa Nova, Lagoa D´Anta, Maxaranguape, Macaíba, Nova Cruz, Ouro Branco, Serra Negra do Norte, Touros e Vera Cruz.

A aquisição dos equipamentos faz parte do processo de reestruturação da Emater no interior do Rio Grande do Norte. Além do veículo, o deputado solicitou notebooks, ar condicionado e equipamento de GPS para o melhoramento das condições de trabalho dos extensionistas rurais que assim terão mais facilidade para apoiar os agricultores familiares do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente