segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Não posso lançar Dilma candidata a nada porque ela não quer, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está em viagem pelo Estado de Minas Gerais, afirmou que não pode lançar a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) candidata “porque ela não quer”. Lula discursou em Cordisburgo, ao lado de Dilma e do governador de Minas, Fernando Pimentel (PT). A ex-presidente foi recebida pelo público aos gritos de “senadora”.

“Não posso lançar Dilma candidata a nada, porque ela não quer e porque ela é do Rio Grande do Sul”, disse Lula. A ex-presidente é nascida em Minas, mas construiu sua vida política no sul. 

Logo antes, Lula prometeu voltar a Cordisburgo como presidente eleito e ao lado de Pimentel reeleito governador.

Dilma, que acompanhou parte da caravana em Minas, afirmou que, em outubro de 2018, haverá “um reencontro com a democracia”.

Em Cordisburgo, terra de Guimarães Rosa, Lula também esteve no museu dedicado ao escritor, na casa onde ele passou os primeiros anos da infância.

Pela manhã, o ex-presidente e sua comitiva visitaram a casa de Juscelino Kubtischek, em Diamantina (MG).

Também na cidade, foram ao campus JK da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, inaugurado em 2010, último ano da gestão Lula.

A universidade foi criada em 2005, também durante o governo petista. Acompanhado de Dilma e do ex-ministro da Educação e ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), Lula se reuniu por mais de duas horas com reitores de universidades e institutos federais.

De Codisburgo, a caravana do petista segue para Belo Horizonte, onde se encerrará com um ato na praça da Estação nesta segunda-feira (30). A viagem começou em Ipatinga (MG) no dia 23.

FolhaPress

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente