sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Polícia Federal prende líder de quadrilha de assalto a bancos no Nordeste

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (5), a Operação Rastilho (rastro de pólvora), que investigava um grupo suspeito de ser o responsável por várias ações criminosas contra agências bancárias no Rio Grande do Norte e em outros estados do Nordeste.

As ações dos criminosos aconteciam sempre na madrugada e as vítimas eram as instituições bancárias e destacamentos da Polícia Militar (PM) que eram violentamente atacados. Foram cumpridos cinco mandados de prisão, sendo dois em Natal, um nos municípios de Assu e Lajes e mais um em Surubim no estado de Pernambuco. 

Também foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão nas cidades de Natal (2), Santa Cruz do Capibaribe/PE (2), Lajes/RN (1) e Assu/RN (1). Durante o cumprimento dos mandados, um acusado foi encontrado de posse de um revolver e preso em flagrante.

Iniciada há nove meses, a investigação da Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio e ao Tráfico de Armas (DELEPAT), teve seu início após o assalto praticado contra a agência do Banco do Brasil de Lajes, no final de janeiro deste ano, sendo apurado, em sequência, outros roubos contra as agências de várias cidades, como: Florânia, Umarizal, Caraúbas, João Câmara, Santana do Matos e Touros, todas no Rio Grande do Norte, além de Ingá e Belém do Brejo do Cruz, na Paraíba.


Durante as diligências, a Polícia Federal estourou os locais de apoio do bando e conseguiu prender em Santa Cruz do Capibaribe/PE, um homem foragido da justiça, acusado de ser o líder da organização criminosa e um dos maiores assaltantes de bancos do Nordeste. Vale ressaltar que parte desse mesmo grupo criminoso já tem passagem pela polícia, cujo a prisão foi realizada em uma operação deflagrada pela Polícia Civil do RN, por meio da DEICOR, quando, também, foram apreendidas várias armas utilizadas nos assaltos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente