segunda-feira, 13 de novembro de 2017

ABSURDO! VEREADORES IMPEDEM PREFEITO DE COMPRAR VEÍCULOS PRA SAÚDE E REPROVAM PROJETO, em Angicos


A reprovação da compra de veículos novos para a saúde do município de Angicos por parte da câmara de vereadores local pegou muitos de surpresa.

O que se espera dos vereadores é que estes sejam a favor do povo, de projetos para o povo, de ações voltadas para o povo.

Mas não foi o que aconteceu na última sexta-feira, 10. O que aconteceu foi um verdadeiro absurdo. Durante a sessão plenária, os vereadores oposicionistas resolveram votar contra Projeto de Lei que iria beneficiar a população.

A saúde do município precisa de carros para atender à crescente demanda e as necessidades do povo de Angicos, em especial, dos mais carentes da cidade.

A prefeitura conseguiu verbas federais para modernizar a frota que está sucateada, garantindo assim, carros novos, que possam transportar com segurança os que precisam de atendimento e cuidados médicos específicos.

Mas 5 dos nove vereadores da cidade decidiram simplesmente ignorar as necessidades do povo e votaram contra a compra dos carros. O município corre o risco de perder esse grande benefício.

E o mais impressionante, e que a nossa redação descobriu, foi que não houve nenhum motivo para os cinco vereadores da oposição votarem contra a compra dos veículos.

Eles votaram porque quiseram ser contra. Sem explicações, simples assim.

Os cinco oposicionistas, Cloves Tibúrcio, Kátia de Deda, Jalmir Dantas, Nivaldo Gomes e Tiago Braga, votaram pra fazer oposição e acabaram prejudicando o povo.

Então, quando faltar o carro pra levar os doentes em situação de urgência, quando o cidadão ficar impossibilitado de fazer um exame ou uma cirurgia, já sabem a quem se deve reclamar, a quem se deve perguntar porque foi prejudicado.

A verba conseguida pode correr o risco de voltar, e o prejuízo é imenso.

O povo tem que acordar e ver o que está acontecendo em Angicos, enquanto é tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente