terça-feira, 26 de dezembro de 2017

VEREADORES SE NEGAM A NEGOCIAR COM PREFEITO, JUIZ E PROMOTOR e PMA emite Nota

Os vereadores da oposição em Angicos mais uma vez mostraram a má vontade da maioria deles em votar o Projeto de Remanejamento e Transferência dos Recursos Orçamentários nas contas da prefeitura local.

Na noite desta quarta-feira, 26, o Juiz Ederson Solano, o Promotor de Justiça da Comarca Augusto Carlos Rocha e o prefeito municipal Deusdete Gomes estiveram na câmara de vereadores, buscando um acordo com os “Cinco da Oposição”.

O Juiz e o Promotor tentaram intermediar uma solução, sem sucesso.

Os vereadores se negaram a qualquer acordo, e disseram que nada mais será feito por parte deles com relação aos pagamentos. Isso é lamentável.

Tal posicionamento vai de encontro ao povo, que sofre com tudo o que está acontecendo, que não tiveram seus salários e seu décimo terceiro salário por falta de dotação orçamentária.

A prefeitura emitiu Nota Oficial sobre esse episódio, e agora aguarda a votação da LOA, para tentar resolver os pagamentos no início de 2018.


LEIA ABAIXO A NOTA DA GESTÃO MUNICIPAL DE ANGICOS, na íntegra.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Prefeitura Municipal de Angicos, no uso de suas atribuições legais, neste Ato representado pelo seu Prefeito Constitucional, vem a público informar o seguinte:

1º Desde quando a Câmara Municipal, através dos 5 (cinco) vereadores que fazem oposição ao povo de Angicos, rejeitou o Projeto de Lei de Remanejamento Orçamentário, a gestão não tem medido esforços para encontrar a solução.

2º Logo, após a rejeição Legislativa, o município através da sua Assessoria Jurídica, buscou pela via judicial o remanejamento pleiteado, juntamente com o sindicato da categoria. Com efeito, o município e o sindicato em não obtendo êxito desejado procuraram no dia de hoje o MM. Juiz da Comarca, juntamente com o representante do Ministério Público. Informamos desde logo, que as duas autoridades judiciárias se comprometeram e foram até a câmara municipal no dia de hoje, 26/12/2017, com o intuito de formalizar uma conciliação entre os vereadores da oposição e o executivo. O que foi de forma deselegante rejeitada pelos vereadores da oposição de Angicos.

Dito tudo isto, a Gestão municipal lamenta e informa aos servidores públicos municipais, bem como a população da cidade de Angicos, que só poderá efetuar os pagamentos do mês de novembro, 13º salário e dezembro a partir de Janeiro de 2018.

Com isto, os Senhores Vereadores que fazem oposição ao povo de Angicos, que deixaram as famílias sem receber, passando o Natal sem dinheiro em suas contas, também vão deixar os servidores e a cidade de Angicos sem movimentar o dinheiro advindo das contas municipais neste fim de ano.

Finalizamos lamentando mais uma vez a postura de alguns vereadores de nossa cidade que se colocam de forma equivocada, achando que estão atingindo o gestor, mas na verdade atingem a cidade e seus servidores municipais.

Angicos, 26 de dezembro de 2017.