quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Envolvido em morte de PM se queixa de agressão policial e juiz manda investigar


Após confessar que participou da morte de um policial militar na última segunda-feira, 29, em Natal, Lucas Felipe da Silva Barbosa disse que foi agredido por policiais no momento da prisão dele, e a Justiça pediu que o Ministério Público do Rio Grande do Norte apure a alegação. O ofício da Coordenadoria da Central de Flagrantes já foi enviado à Promotoria de Justiça.

“Cumprindo determinação do Exmo. Sr. Dr. Henrique Baltazar Vilar dos Santos – Juiz de Direito da Central de Flagrantes de Natal, sirvo-me do presente para encaminhar peças do Auto de Prisão em Flagrante, lavrado em desfavor de Lucas Felipe da Silva Barbosa, com finalidade de apurar as alegações de agressões praticadas por policiais no momento da prisão”, diz o texto assinado pela coordenadora da Central de Flagrantes, Rosa Judith de Medeiros Lopes. 

Lucas Barbosa foi preso no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel quando buscava atendimento médico após ter sido baleado na cabeça durante o tiroteio que ceifou a vida do policial Darlan Santana Carvalho. O preso e outros dois comparsas tentavam assaltar uma farmácia no bairro Planalto, na Zona Oeste.

Além de balear Lucas Barbosa, a reação do policial também resultou na morte de um dos bandidos. Um terceiro criminoso conseguiu fugir.


Portal no Ar