sábado, 10 de março de 2018

Fortaleza tem ao menos 7 mortos em ataques na noite de sexta-feira

Ao  menos sete pessoas morreram em ataques na região central de Fortaleza, no Ceará, na noite desta sexta-feira, 9. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado ainda investiga o número exato de mortos. Os crimes ocorreram em, ao menos, três locais diferentes da cidade, segundo informações preliminares da Delegacia de Homicídios de Fortaleza. Há relatos de disparos na sede da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF) e na Rua Joaquim Barbosa, todos no mesmo bairro.

Os ataques ocorrem um dia após oficiais terem encontrado os corpos de três mulheres decapitadas na capital, e menos de dois meses depois da maior chacina do Estado ter deixado 14 mortos na periferia da cidade. 

Segundo testemunhas, homens armados chegaram em frente a um bar na Praça Gentilândia e começaram a disparar contra pessoas que estavam sentadas em uma das mesas. Três pessoas morreram no local, segundo a Polícia Militar. A região da praça, no bairro de Benfica, é uma das mais movimentados da cidadee estava cheia no momento do crime.

Vídeos que circulam em redes sociais mostram as vítimas baleadas no chão da praça em meio a cadeiras e mesas reviradas, e várias pessoas ao redor dos baleados tentando prestar atendimento. Viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestaram os primeiros socorros e encaminharam os feridos.

Segundo o site G1, o ataque foi motivado por um grupo que planejava atacar a sede da TUF, quando se deparou com um torcedor do Fortaleza e o alvejou na Rua Joaquim Barbosa. O grupo teria, então, se divido: alguns criminosos prosseguiram a caminho da sede da torcida organizada, enquanto outros foram foram até a Praça Gentilândia, onde ocorreu o ataque com o maior número de vítimas, de acordo com o site. Ao menos três pessoas teriam participado do ataque ao bar na Praça Gentilândia, ainda segundo o G1. Questionadas, a Polícia Militar e Civil não confirmaram as informações do site.

Estadão Conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente