sexta-feira, 2 de março de 2018

Maré alta derruba muro de escola e leva barcos para o meio da rua em Caiçara do Norte


Parte da Escola Municipal Emanuel Bezerra desabou com força da maré, em Caiçara do Norte, no RN (Foto: Amarildo Elias)
O mar avançou e levou as canoas da praia para o meio da rua, em Caiçara do Norte, no Litoral Norte potiguar. O caso aconteceu nesta quinta-feira (1º) e foi registrado pelos moradores do município. A força da água também derrubou o muro de uma escola, segundo a prefeitura do município. Os vídeos e fotos registrados pela população motram a força da maré e os estragos deixados.

O muro da Escola Municipal Emanuel Bezerra, que fica próxima à praia, veio abaixo com a força da água. Ninguém ficou ferido. A área derrubada estava isolada do resto da escola, devido ao risco, que já era conhecido. O mar também invadiu a sede da Secretaria Municipal de Ação Social. Os prejuízos já estão sendo calculados pelo município. 

"Invadiu vários imóveis em toda a rua principal. Algumas residências chegaram a desmoronar. A gente estima um prejuízo de R$ 800 mil a R$ 1 milhão", diz o prefeito Amarildo Elias de Morais Filho (SD).
Maré chegou à rua principal de Caiçara do Norte, no litoral potiguar (Foto: Amarildo Elias)

A ressaca atingiu a avenida principal do município e levou para lá as canoas que estavam na praia. As embarcações ficaram no meio da via e atrapalharam, por exemplo, o trajeto de um ônibus.

De acordo com o prefeito, a rua principal do município fica distante cerca de 40 metros da praia. Essa distância já foi maior no passado. Para o prefeito, a invasão do mar já aconteceu no passado. Há 18 anos, foram instalados 11 "espigões" para conter o avanço do mar. Eles passaram por reformas há 8, mas existe necessidade de novos investimentos, de acordo com o administrador.

O prefeito apresentou um novo projeto ao Ministério da Integração e aguarda resposta. O município espera uma nova maré para esta sexta (2).

A Marinha do Brasil emitiu na quarta-feira (28) alerta de ressaca no litoral potiguar, com ondas de até 2,5 metros. Por isso, a Capitania dos Portos recomendou que as embarcações de pequeno porte evitem navegar no mar até as 21h desta sexta-feira (2) e que as demais embarcações redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores e casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e itens de segurança.

G1RN