quinta-feira, 29 de março de 2018

Primeiro lugar! Xiaomi ultrapassa Samsung e ganha a liderança no mercado de celulares na Índia


A Xiaomi acaba de deixar a Samsung comendo poeira com todo o sucesso estrondoso que a gigante chinesa está fazendo no mercado indiano. A empresa acaba de conquistar 27% da fatia das vendas de smartphones na Índia. A Samsung não fica muito atrás, com 25% da fatia, mas ainda assim é incrível notar a curva de crescimento da Xiaomi nos últimos anos.
A batalha entre Samsung (em azul) e Xiaomi (em laranja) pelas vendas na Índia (imagem: Canalys)
Como você pode conferir no gráfico acima, a Xiaomi praticamente não conseguiu ultrapassar a marca de um milhão de unidades vendidas por quase seis trimestres seguidos, quando na segunda metade de 2016 a empresa com sede em Pequim começou a crescer em um nível alarmante!

Em um ano único ano (do terceiro trimeste de 2016 ao terceiro trimestre de 2017) a Xiaomi viu suas vendas passarem de apenas 1 milhão de unidades para ultrapassarem a barreira dos 9 milhões de vendas em três meses. Foi sua marca mais alta na Índia, quase se igualando a Samsung, que no trimestre seguinte, o último de 2017, se viu prejudicada e as vendas caíram, enquanto a Xiaomi se manteve estável e pegou para ela o primeiríssimo lugar.
Redmi 5A: um dos modelos mais recentes anunciados.

Segundo a Canalys, o sucesso da Xiaomi é atribuído ao time indiano que conta com total autonomia: eles mesmos realizam as próprias estratégias de mercado, marketing e linha de produtos que serão comercializados em solo nacional.

Outro ponto que faz o sucesso da Xiaomi por lá são os preços. Como você confere aqui no TudoCelular, constantemente a empresa anuncia novos modelos intermediários ou acessíveis. E isso é algo que a Samsung deixou de oferecer: smartphones bons e acessíveis. Ao invés disso, assim como no Brasil, a empresa segue elevando os preços de seus celulares ao redor de todo o mundo.

Confira o ranking atualizado pela Canalys das cinco maiores fabricantes no mercado indiano:
  1. Xiaomi
  2. Samsung
  3. Vivo
  4. Oppo
  5. Lenovo

Se o mesmo empenho do governo e das empresas fosse visto aqui no Brasil, talvez smartphones em solo nacional não estivessem beirando os R$ 8.000 no lançamento. Desde a saída oficial da Xiaomi no mercado brasileiro e alguns rumores sobre o retorno da companhia, ainda é incerto se ela voltará ou não a pisar aqui e investir em modelos fabricados no Brasil.


TudoCelular

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente