quarta-feira, 2 de maio de 2018

Professor usa cinema para trabalhar disciplinas com estudantes do Seridó

Atuando em sala de aula por 28 anos, Josias Ivo de Sousa desenvolveu a sensibilidade de levar para os seus alunos o conteúdo das disciplinas que ministra de maneira didática e criativa. Professor de língua portuguesa, literatura e tecnologia da informação e da comunicação na Escola Estadual Tristão de Barros, localizada no município de Currais Novos, ele desenvolveu o projeto “CineEETB: a arte de olhar”, que, através da multidisciplinaridade e do cinema, trabalha o conteúdo das três disciplinas de uma vez só.

O projeto surgiu quando o professor se deu conta de que os conteúdos das três disciplinas conversavam. “Costumo trazer essas atividades que possam expressar todas as formas de linguagem. E isso acaba relacionando os conteúdos”, explica Josias de Sousa. 

O CineEETB envolve quatro turmas do primeiro ano do ensino médio. Os estudantes foram divididos em oito grupos de cinco e cada equipe selecionou um filme para produzir uma sinopse escrita e uma resenha crítica em vídeo. No total, 32 obras cinematográficas foram trabalhadas em sala de aula, sendo oito por turma. “Procuro trazer filmes com temáticas que resgatem os valores da família, que retratem a solidariedade e a inclusão, entre outras que sigam a mesma linha”, completa o professor.

Depois de assistir aos filmes, os estudantes produziram as sinopses, que foram impressas em banners e estão à mostra nos corredores da escola, e as resenhas em forma de vídeo, que foram editadas pelos próprios alunos e estão sendo exibidas para os alunos durantes as aulas das três disciplinas.

Com o fim da exibição das resenhas e das sinopses, começa a última fase do projeto: a escolha das melhores produções. Todos os 40 estudantes envolvidos no projeto podem votar na sua produção preferida. O filme vencedor será exibido no auditório da escola, com direito à pipocas e refrigerantes, para as quatro turmas que participaram.

O “CineEETB: a arte de olhar” busca incentivar os alunos a se aprofundarem ainda mais nos conteúdos ministrados nas disciplinas de uma forma mais didática. Ainda não há certeza se o projeto vai ganhar uma segunda edição, mas o professor afirma que não vai deixar a criatividade de lado. “Não sabemos ainda como será os próximos anos do projeto, mas já estamos planejando trabalhar com outras formas de expressão de linguagem, como o teatro. O importante é não deixar de trazer algo novo para os alunos”, conclui.

Saiba mais

A Escola Estadual Tristão de Barros, localizada na cidade de Currais Novos, é vinculada à 9ª Diretoria Regional de Educação e Cultura. A instituição de ensino oferta para a comunidade o ensino médio integral e atualmente conta com mais de 300 alunos nas três séries da modalidade de ensino.

Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente