sábado, 14 de julho de 2018

Líderes de três facções do Norte são enviados ao presídio federal de Mossoró


O presídio federal de Mossoró recebeu, na manhã da última sexta-feira, 13, oito presos conectados com facções criminosas. Eles cumpriam pena no sistema penitenciário do Amazonas. A transferência já era planejada pela Secretaria de Administração Penitenciária de Manaus há cerca de um mês.

A transferência foi iniciada no Aeroporto de Ponta Pelada, zona Sul de Manaus. Entre os criminosos estava Luciano Fernandes, filho do narcotraficante José Roberto Fernandes, conhecido como “Zé Roberto da Compensa”, que se encontra no presídio federal da Catanduvas, no estado do Paraná.

Os oito detentos possuem ligações com facções criminosas como a Família do Norte (FDN), Primeiro Comando da Capital (PCC) e o Comando Vermelho (CV). Mesmo presos, eles conseguiam repassar ordens a comparsas em liberdade para a realização de diversos crimes no Amazonas.

Alguns dos transferidos têm seus nomes ligados ao massacre no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), que aconteceu em setembro de 2017. Caso de Márcio Ramalho Diogo, vulgo “Garrote”, apontado durante as investigações como um dos responsáveis principais pelo massacre. Ele é ligado à Família do Norte. Outro transferido conectado à chacina é José de Arimateia Façanha do Nascimento, primo de “Zé Roberto”, um dos fundadores da FDN. Ele foi capturado em Boa Vista, capital de Roraima, e enviado de volta para o Amazonas.

Francinaldo dos Santos Silva, o “Cinta Larga”, também possui ligações com a FDN e está entre os oito transferidos para Mossoró. Ele era considerado um dos braços direitos de Alan de Souza Castimário, o “Nanico” – este reconhecido como um dos líderes da FDN.

Também foi enviado para o presídio federal de Mossoró, Clemilson dos Santos Farias, o “Tio Patinhas”, líder da facção carioca Comando Vermelho em Manaus. Ele havia sido capturado em Pernambuco no dia 17 de junho de 2018. De acordo com a polícia na época, Farias estava com a missão de tomar a área do tráfico da FDN.

Três líderes da facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC) foram incluídos entre os transferidos: Janderson Rolim Matos (“Passarinho”); Romulo Brasil da Costa e Fabrício Duarte Araújo. O trio havia fugido da Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa em abril deste ano.