segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Depois de atentado, sobe rejeição a Bolsonaro no RN


O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, continua sendo o mais rejeitado no Rio Grande do Norte, com 29,47% de rejeição, segundo a 4ª Pesquisa Certus/Fiern, divulgada neste domingo (23). Na terceira edição da pesquisa, no último dia 2, quando ainda não havia ocorrido o episódio em que levou uma facada durante ato de campanha em Juiz de Fora/MG, ele aparecia liderando com um percentual menor: 26,66%.

Depois dele, o petista Fernando Haddad aparece com 7,85%, mas a pesquisa trouxe um dado interessante quando se fala em rejeição. O percentual daqueles que disseram que não votariam em nenhum dos candidatos é o segundo maior: 16,23% e o dos que não rejeitam nenhum candidato é de 14,88%.

Ainda neste quesito, 7,85% dos entrevistados disseram que jamais votariam em Marina Silva (REDE) e 5,62 em Geraldo Alckmin (MDB).

A 4ª Pesquisa FIERN/Certus Retratos da Sociedade Potiguar está registrada na Justiça Eleitoral sob os números BR-04034/2018 e RN-07782/2018. Foram entrevistados 1.410 eleitores maiores de 16 anos de 40 municípios em todas as regiões do estado, entre os dias 14 e 17 de setembro, com intervalo de confiança de 95% e margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.


Agência Brasil