quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Adolescentes apreendidos em operação em Macaíba sofrem atentado a tiros ao deixarem delegacia


-->
Os dois adolescentes que foram apreendidos nesta quarta-feira (10) durante a 'Operação Santuário', realizada em conjunto pelas polícias Civil e Militar na cidade de Macaíba, na Grande Natal, sofreram um atentado a tiros assim que deixaram a delegacia da cidade. Os dois, com suas respectivas namoradas, estavam em um táxi quando dois homens em uma motocicleta se aproximaram e atiraram. Uma das adolescentes foi atingida na perna.

Segundo a Polícia Militar, o tiroteio aconteceu no campo da Santa Cruz, um loteamento de Macaíba. Com os disparos, o motorista perdeu o controle do táxi e bateu no muro de uma casa. A dupla que estava na moto fugiu. A garota ferida ficou dentro do carro. Já o namorado dela e o outro casal fugiram correndo. Um outro taxista foi ao local e socorreu a adolescente, que foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento de Macaíba. A jovem passou por uma pequena cirurgia e foi liberada. 

Segundo o delegado Normando Feitosa, titular da DP de Macaíba, os dois adolescentes apreendidos na Operação Santuário foram liberados após prestarem depoimento.

Operação Santuário
Além dos menores, que foram apreendidos e em seguida liberados, seis adultos foram presos durante a Operação Santuário. Um deles, ferido, foi socorrido ao hospital. Já o principal alvo da operação, morreu ao trocar tiros com os policiais. Eduardo Ferreira da Silva, de 26 anos, mais conhecido como Dudu, foi apontado como participante da morte do cabo Waldembergue Cruz de Lima, de 45 anos. O PM se preparava para sair de um salão de barbearia no conjunto Nova Natal, na Zona Norte da capital, quando foi assassinado. O homicídio aconteceu no dia 8 de maio deste ano.

G1RN