sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Quarenta municípios do RN tiveram FPM retido por dívidas com o Governo Federal


Quarenta cidades do Rio Grande do Norte não receberão os repasses federais referentes a primeira cota de outubro do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Para ter direito aos recursos da União, os municípios não podem estar em dívida com o Governo Federal.

No último mês de setembro, 45 cidades do RN já haviam ficado de fora da primeira cota e não receberam os montantes do programa. 

Para a Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), o planejamento financeiro dos municípios ficarão comprometidos sem o dinheiro do FPM. "O alto número de municípios com o FPM zerado desde o mês passado tem mostrado que a crise continua, e o quanto os municípios, que é onde tudo acontece, são penalizados, ficando sem recursos”, afirma Naldinho, presidente da Femurn e prefeito de São Paulo do Potengi.

O Fundo de Participação dos Municípios (FPM), do Governo Federal, destina verbas aos municípios brasileiros. O valor do repasse para cada cidade é calculado com base no número de habitantes estimado anualmente pelo IBGE.

Confira abaixo a lista dos municípios do RN que tiveram a primeira cota do FPM de outubro retida:
  • Afonso Bezerra
  • Alto do Rodrigues
  • Antônio Martins
  • Arez
  • Baraúna
  • Bento Fernandes
  • Carnaubais
  • Encanto
  • Equador
  • Extremoz
  • Felipe Guerra
  • Florânia
  • Galinhos
  • Gov. Dix-sept Rosado
  • Grossos
  • Ielmo Marinho
  • Ipanguaçu
  • Janduis
  • João Câmara
  • Lagoa D'anta
  • Nova cruz
  • Parazinho
  • Pau dos Ferros
  • Pedra Grande
  • Pedro Velho
  • Pendências
  • Poço Branco
  • Porto do Mangue
  • Rio do Fogo
  • Santana dos Matos
  • Santo Antônio
  • São Bento do Norte
  • São Miguel do Gostoso
  • São Pedro
  • Senador Georgino Avelino
  • Tenente Laurentino
  • Tibau
  • Touros
  • Umarizal
  • Vila Flor

G1RN