sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Após 3 anos de resultados negativos para o mês, RN tem saldo 1,6 mil empregos em novembro

Mais de 1,6 mil vagas de emprego foram criadas no Rio Grande do Norte em novembro, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Esse é o primeiro saldo positivo nos últimos quatro anos, alavancado principalmente pelos setores do comércio, com saldo de 947 vagas, e de serviços, com 609, no mês.

Ao todo, foram abertas exatamente 1.686 vagas - a diferença entre as 12.009 contratações e 10.323 demissões, no período. O único setor que registrou saldo negativo, ou seja, mais desligamentos que adição de trabalhadores foi a Agropecuária. Ainda assim, foi uma diferença pequena: 8 vagas a menos.

Com o resultado do mês, chegou a 7.866 o total de vagas abertas ao longo do ano de 2018, no estado. Considerando-se os saldo dos últimos 12 meses, de novembro a novembro, entretanto, o saldo foi de 4.925.

O setor de serviços foi o que mais colaborou para o crescimento das vagas neste ano, somando sozinho 4.801 novos postos de trabalho.

A parte das novas vagas se concentrou principalmente nas maiores cidades, como Natal, Mossoró e Parnamirim. A capital concentrou 2.006 novos postos desde janeiro e, Mossoró, 1.750. Terceira maior cidade do estado, Parnamirim, na região metropolitana da capital, registrou saldo de 739 novos empregos formais.

Por outro lado, Currais Novos, uma das principais cidades da região Seridó potiguar, registrou fechamento de 553 postos de trabalho desde o início do ano. Caicó, na mesma região, teve aumento de 379 vagas no período de janeiro a novembro.

Saldo positivo
O saldo do mês de novembro foi positivo depois de quatro anos. Em 2015, o mês registrou redução de 435 vagas. O movimento de queda foi ainda maior em 2016, quando o estado perdeu 820 postos de trabalho formal. No ano passado, o déficit foi menor e ficou em 137 vagas perdidas.

G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente