quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Após inspeção do Ministério Público, Itep-RN inicia mutirão para tentar identificar 79 corpos acumulados


-->
O Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN) anunciou que deu início, nesta quinta-feira (24), a um mutirão para registrar e tentar identificar 79 corpos que estão acumulados na sede do órgão, na capital potiguar. O trabalho deve durar 90 dias. O esforço acontece após uma inspeção de urgência realizada nesta manhã pela 19ª Promotoria de Justiça da Comarca de Natal.

O objetivo da inspeção foi apurar o atraso na confecção de laudos necroscópicos, que tem gerado o acúmulo de cadáveres sem identificação no Itep. Esta fiscalização, inclusive, chegou a ser anunciada em uma portaria publicada no dia 17 deste mês, quando foi instaurado um inquérito civil. 

Na publicação, o promotor Vitor Emanuel de Medeiros Azevedo destacou que a promotoria havia recebido a informação de que, no Itep, em Natal, existem “dezenas de cadáveres em um cômodo fechado”, os quais “estariam há mais de um ano aguardando a entrega dos respectivos laudos de exame necroscópico”.

Mutirão
Aopos a fiscalização, o Itep divulgou que o trabalho de registro dos corpos segue as recomendações do MP, e que este trabalho está sendo coordenado por médicos legistas, odontolegistas, necropapiloscopistas e peritos criminais especialistas em DNA, e visa dar andamento aos laudos necroscópicos que estavam com demanda atrasada.

“A identificação consta de procedimentos técnicos de coletas de impressões digitais, exames de arcada dentária, coleta de DNA, dentre outros”, ressaltou o Itep.

G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente