sexta-feira, 28 de junho de 2019

Ex-prefeito de Macaíba pode ser condenado a 11 anos de prisão pelo TRF-5


Ex-prefeito de Macaíba, Luiz Gonzaga Soares, o Luizinho, pode ser condenado a 11 anos e quatro meses de prisão. O julgamento, em segunda instância, está marcado para o dia 18 de julho, no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que fica em Recife (PE).

Luizinho já está condenado desde 2016 a sete anos e seis meses de reclusão pelo crime de corrupção passiva. Mas a pena é contestada pelo Ministério Público Federal (MPF), que pede a condenação máxima para o ex-prefeito.

O político é um dos condenados na operação ‘Hígia’, deflagrada pelo MPF em 2008. A operação identificou um esquema de desvio de verbas públicas para firmar e prorrogar contratos na área de limpeza hospitalar e locação de mão-de-obra.

De acordo com o MPF, o ex-prefeito tinha como função no esquema intermediar o contato entre os principais operadores, o advogado Anderson Miguel, assassinado em junho de 2011, e Jane Alves, então proprietários da empresa A&G. Além disso, atuava como “emissário de Lauro Maia [ex-deputado] na arrecadação da propina”, que seria paga para garantir a manutenção dos contratos com a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap).

Para o MPF, Jane Alves declarou que mensalmente, entre 2004 e 2006, eram entregues a Luizinho, geralmente na sede da A&G, R$ 25 mil, sendo que R$ 5 mil ficavam com ele e o restante era repassado ao ex-deputado.


Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente