quarta-feira, 31 de julho de 2019

Cinco anos depois, Prefeitura de Natal entrega túnel de macrodrenagem previsto para a Copa de 2014

Obra prevê fim de alagamentos, segundo a prefeitura (arquivo) — Foto: Divulgação / STTU
Cinco anos após o prazo previsto, a Prefeitura de Natal entregou o túnel de macrodrenagem localizado no trecho da avenida Capitão Mor Gouveia e da rua São José, em Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal. A obra fazia parte do pacote de serviços de infraestrutura para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Naquela ocasião, a capital potiguar sediou quatro jogos de seleções.

De acordo com o secretário Tomaz Neto, titular da Semov, os serviços na rede de drenagem acabarão com os pontos de alagamento entre a rua São José e as avenidas Jaguarari e Jerônimo Câmara. O túnel já está em funcionamento há alguns dias e leva a água das chuvas para a lagoa de captação para as lagoas de captação do Centro Administrativo do governo estadual.

“Essa parte da obra já está finalizada e colocamos em funcionamento. O que iremos liberar na próxima semana será o tráfego completo na avenida Capitão Mor Gouveia e na rua São José. Na última semana, retiramos a estrutura metálica que estava localizada no cruzamento das duas vias e que era um de nossos poços de visita. O que está faltando é apenas um pequeno ajuste no asfalto e também a poda de algumas árvores na Av. Jerônimo Câmara. Com isso, o tráfego estará livre", explicou o secretário.

De acordo com a Semov, a quantidade de árvores retiradas em virtude das obras será replantada.

A obra custou R$ 8 milhões, em uma parceria da Prefeitura do Natal e o Governo Federal. De acordo com o Executivo, a drenagem acabará com alagamentos nos bairros de Lagoa Nova, Dix Sept Rosado, Nazaré, Candelária e Nova Descoberta.

A demora na entrega do serviço, ainda de acordo com o município, foi motivada por várias questões estruturais, burocráticas, orçamentárias e de discussões judiciais.

Macrodrenagem da Arena parada
No projeto original, a água pluvial captada pelo sistema entregue seguiria para o estuário do Rio Potengi. Porém, isso depende da interligação com outro sistema maior, cujas obras são de responsabilidade da empreiteira Queiroz Galvão, ainda não foram concluída, e estão praticamente paradas.

A macrodrenagem da Arena das Dunas, que terá 4,7 quilômetros de túneis, custará, ao todo, R$ 120 milhões. Essa obra está 80% realizada. Segundo a pasta, a previsão é retomar os serviços efetivamente entre agosto e setembro.

G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente