quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Prefeito Deusdete Gomes defende reconhecimento de Angicos como Cidade Símbolo contra o analfabetismo.


O prefeito de Angicos, Deusdete Gomes (PSDB), esteve na noite desta quarta-feira (25/9) participando do início das festividades pelo Centenário do educador e patrono da Educação Brasileira, Paulo Freire. Representando os prefeitos presentes, em seu pronunciamento, Deusdete fez um pedido à Governadora do Estado Rio Grande do Norte, profa. Fátima Bezerra. Dada a importância da história de Paulo Freire e seu método revolucionário para a história de Angicos, do Rio Grande do Norte e do Brasil, Deusdete pediu a Chefe do Executivo Estadual que Angicos seja reconhecida como Cidade Símbolo no combate contra o analfabetismo, através da criação de uma Lei com a chancela da Assembleia Legislativa.

Deusdete afirmou que, Angicos é um símbolo Nacional e Internacional da luta contra o analfabetismo, tomando como Espelho às 40 horas do Método Paulo Freire, que passado 55 anos ainda continua viva a exitosa experiência. Preocupado com o alto índice de evasão escolar e empenhado em entrar na luta para erradicar o analfabetismo, Deusdete conclamou o Governo do Estado e a classe educacional para juntos e unidos marcharem contra este inimigo da educação. Apesar do grande investimento na Educação (quase 50%), atualmente, Angicos ainda tem cerca de 30% de analfabetos, tudo isso, decorrente do descuido da falta de continuidade do referido projeto e incentivo ao longo destes anos.

O lançamento das comemorações e a assinatura do programa de combate ao analfabetismo aconteceu em frente à Escola Estadual José Rufino (palco da primeira aplicação em grande escala das 40 horas de aula de Método Paulo Freire, onde foram alfabetizados 300 alunos em 76 dias) e contou com a presença de autoridades governamentais, educadores, lideranças, admiradores e personalidades ligadas ao educador. O centenário de Paulo Freire será celebrado oficialmente em 2021.

Assessoria de Comunicação - Prefeitura de Angicos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente