segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Asteroide gigante e capaz de destruir uma cidade inteira passou bem perto da Terra e a NASA nem notou

Um asteroide conhecido como 2017 VL2 fez sua aproximação da Terra no dia 9 de novembro. Ele passou a 117,480 quilômetros de distância de nosso planeta, cerca de um terço da distância entre a Terra e a Lua. No entanto, a NASA veio a público assumir que sequer sabia que isso estava para acontecer, descobrindo sobre a passagem da gigante rocha, que era do tamanho de uma baleia, apenas um dia depois, de acordo com o Daily Mail.

O asteroide, que tem entre 16 e 32 metros de comprimento e capacidade de destruir uma cidade inteira, passou pela Terra uma velocidade de 9 km/s. Ele foi observado pela primeira vez no observatório Mauna Loa, no Havaí (EUA), no dia 10 de novembro, quando já estava se afastando de sua passagem que ocorreu no dia anterior. 

Se tivesse atingido a Terra, a gigante rocha, que não passará por aqui novamente até 2125, poderia ter causado um raio de destruição de 6 km a partir da área de colisão. O 2017 VL2 faz parte de grupo de mais de 8.000 asteroides conhecido como Apolo, dos quais cerca de 1.500 são grandes o suficiente para serem considerados potencialmente perigosos.

Em teoria, todos os asteroides próximos da Terra (NEOs) são monitorados pela NASA, a fim de prevenirmos potenciais impactos. Quaisquer NEOs com mais de 100 metros de diâmetro e que passem dentro de 0,05 unidades astronômicas de nosso planeta são classificados como asteroides potencialmente perigosos (PHAs).

Ao que se sabe, 2017 VL2 é o 48º asteroide que sabemos que chegou a uma distância lunar da Terra desde o início do ano. Outro asteroide muito maior, chamado 3200 Phaethon, que mede cerca de cinco quilômetros de diâmetro, está programado para passar próximo de nosso planeta no dia 16 de dezembro. Ele foi classificado como “potencialmente perigoso” porque deverá passar perto de nós cerca de 27 vezes a distância entre a Terra e a Lua. A última vez que 3200 Phaethon chegou tão próximo da Terra foi no 16 de dezembro de 1974, quando estava a cerca de 8 milhões de quilômetros de distância.

“Com um diâmetro de cerca de 5 km, Phaethon é o terceiro maior asteroide próximo da Terra classificado como ‘Potencialmente Perigoso’“, disse um porta-voz da NASA por meio de declaração.

“Phaethon se aproximará a 0,069 AU [Unidade Astronômica] da Terra em 16 de dezembro de 2017, quando se tornará um forte alvo de imagem do sistema de radar Goldstone e Arecibo [que detecta objetos próximos da Terra]”, disse. “Esta será a melhor oportunidade que teremos para observações de radar desse asteroide e esperamos obter imagens detalhadas”.

A próxima passagem do asteroide em questão está prevista para dezembro de 2093.

Jornal Ciência via Daily Mail