sábado, 16 de dezembro de 2017

Prefeito é perseguido e executado a tiros

O prefeito de Colniza (MT), Esvandir Antônio Mendes (PSB), foi assassinato a tiros no final da tarde de sexta-feira (15) dentro de um carro em uma avenida da cidade. Segundo informações da Polícia Militar, os assassinos estavam em outro veículo, atiraram e fugiram em seguida.

Além do prefeito, o secretário municipal de Finanças, Admilson Santos Ferreira, a primeira-dama Rosemeire Costa e o genro de Vando –como era conhecido o prefeito– também estavam no carro. O secretário foi baleado e está internado em um hospital da cidade. 

A primeira-dama e o genro do prefeito não sofreram ferimentos.A caminhonete onde estavamos quatro foi perseguida por cerca de quinze quilômetros na rodovia BR 174. O prefeito,que dirigia o veículo e estaria voltando de Cuiabá, a 1.065 km de distância, tentou escapar da perseguição e dostiros, mas foi alcançado na entrada de Colniza, bateu o veículo e não resistiu aos ferimentos provocados pelos tiros.

O carro parou em um posto de gasolina e fotos que circulam nas redes sociais mostram o veículo com váriasmarcas de tiros.Vando tinha 61 anos e, além de político, era empresário do setor de transportes. Ele era proprietário de uma empresa de ônibus.

Na administração anterior, era vice, mas assumiu o cargo de prefeito em abril de 2016 após a cassação do titular, Assis Raup (PMDB). Nas eleições de outubro de 2016 foi reeleito com 51,14% dos votos.


Segundo a Secretaria de Segurança de Mato Grosso, policiais militares e civis da região noroeste do estado procuram os assassinos. Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cuiabá vãoao município para ajudar na investigação.

FOLHAPRESS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente