sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Reforma da Previdência: ‘Essa história de rede social é um horror’, diz Temer

O presidente Michel Temer, durante evento da industria quimica em São Paulo – Marcos Alves / Agência O Globo
O presidente Michel Temer afirmou nesta sexta-feira que as pessoas que combatem a reforma da Previdência devem admitir que são a favor de privilégios. Durante a abertura da reunião anual da indústria química, Temer chegou a declarar que as redes sociais são “um horror” porque permitem a propagação do que chamou de mentiras sobre os efeitos da proposta. O presidente ainda fez um apelo aos empresários presentes ao encontro, pedindo que liguem para os deputados pedindo a aprovação da reforma.

— É natural que o deputado fique preocupado. Começam a espalhar: agora o trabalhador privado só vai se aposentar quando estiver com 110 anos. Isso pega. Essa história de rede social é um horror. Essas inverdades machucam aquele que vai entrar no processo eleitoral. 

Para o presidente, a reforma combate “privilégios ou demasias”:

— Quem hoje combate a reforma da Previdência tem que declarar: eu sou a favor da manutenção dos privilégios — discursou o presidente.

Temer disse que a reforma não terá impacto sobre a maioria dos trabalhadores do setor privado e que a idade mínima para aposentadoria de 65 anos para homens só será atingida em 2038.

— De vez em quando dizem: a reforma previdenciária vai prejudicar os trabalhadores. Mentira, é falso porque não atinge os trabalhadores do setor privado.

Mais uma vez, Temer disse estar se valendo da sua impopularidade para aprovar medidas que o país precisa.

— Depois de combater a recessão, estamos tendo sinais muito positivos na economia.


O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente