sábado, 30 de agosto de 2014

Datafolha mostra Dilma e Marina Silva com 34%

A candidata à presidência do PSB, Marina Silva, ganhou 13 pontos porcentuais em intenções de voto em relação à última pesquisa Datafolha, segundo novo levantamento divulgado pelo instituto na noite desta sexta-feira. A candidata do PSB tinha 21% das intenções no dia 18 de agosto e agora tem 34%. A presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) oscilou de 36% para 34%. Com esse resultado, Marina e Dilma estão empatadas no primeiro turno. O candidato do PSDB, Aécio Neves, teve uma queda de 5 pontos porcentuais e agora tem 15% das intenções, ante 20% do levantamento anterior.

O Pastor Everaldo (PSC) tinha 3% e agora tem 2% das intenções de voto. Os demais candidatos não atingiram 1% das intenções. Brancos e nulos eram 8% e agora são 7%. Não souberam ou não opinaram oscilou de 9% para 7%.


O Datafolha testou ainda dois cenários para o segundo turno. No primeiro, entre Marina e Dilma, a candidata do PSB abriu 10 pontos porcentuais de vantagem. No último levantamento, feito há 11 dias, Marina aparecia com 47% e agora tem 50%. Dilma tinha 43% e agora tem 40%. O total de brancos e nulos oscilou de 6% para 7%. E não souberam ou não opinaram, oscilou de 4% para 3%.

No segundo cenário avaliado pela pesquisa, Dilma venceria Aécio. Nesta simulação a presidente tinha 47% e agora registrou 48%. Já o tucano tinha 39% e oscilou para 40%. Brancos e nulos se mantiveram em 9% e não souberam ou não opinaram oscilou de 5% para 4%.

O levantamento do Datafolha, encomendado pela Folha de S. Paulo e pela Rede Globo, foi feito entre 28 e 29 de agosto, com 2.874 eleitores em 178 municípios do País. A pesquisa foi registrada no TSE sob o protocolo BR-00438/2014 e tem margem de erro máxima de 2 pontos porcentuais e nível de confiança de 95%.

O resultado da pesquisa Datafolha colocando a candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, empatada com a presidente Dilma   (PT) no primeiro turno, causou euforia no comitê da campanha. “Agora vai ser como massa de pão: quanto mais baterem nela, mais ela sobe (nas pesquisas)”, comparou o presidente do diretório mineiro do PSB, deputado Júlio Delgado.

Vice-presidente do PT, o deputado federal José Guimarães (CE) defendeua “o fim da fase de “boa moça” e o enfrentamento político com a candidata do PSB à Presidência. Pela primeira vez, Marina apareceu em empate técnico no primeiro turno com a presidente Dilma Rousseff (PT). Dilma e Marina obtiveram 34% cada uma e o candidato do PSDB, Aécio Neves, caiu para 15%. No segundo turno, aumentou a vantagem de Marina sobre Dilma, saindo de um empate técnico de 47% a 43% para 50% a 40%.

Ressalvando que se trata de uma “opinião pessoal”, Guimarães afirmou que a campanha precisa fazer o confronto de projetos de País com Marina Silva. Para o petista, o PSDB, com a queda de Aécio Neves, está se “deixando levar” pela ascensão de Marina, “fazendo corpo mole”.


O vice-presidente do PT disse que Dilma continua estabilizada e que Marina está "tomando o lugar de Aécio". "Vamos comparar os legados e mostrar o que pensamos para o País", afirmou.
G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente