segunda-feira, 20 de julho de 2020

Em semana com previsão de reabertura de shoppings e galerias, RN registra ocupação de 86% das UTIs para Covid-19

O Rio Grande do Norte começou a semana com uma ocupação de 86% nos leitos de UTI para tratamento de Covid-19, segundo dados do sistema Regula RN - usado para administração dos leitos públicos durante a pandemia. A taxa de ocupação é maior que a meta estabelecida inicialmente pelo governo do estado (80% ou menos) para autorizar as novas fases de reabertura econômica.

Para a próxima quarta-feira (22) é prevista a reabertura de shoppings, centros comerciais e galerias de lojas desde que sem ar-condicionado, dentro da segunda fração da segunda etapa da reabertura gradual da economia. Também poderão abrir estabelecimentos com tamanho superior a 600 m² com “porta para a rua”.

O processo de reabertura começou no dia 1º de julho e foi interrompido na segunda semana do mês porque as metas de disponibilidade de leitos estabelecida pelo governo não tinham sido cumpridas. O plano foi retomado no dia 15 com a reabertura dos estabelecimentos previstos na segunda fração da primeira etapa e na primeira fração da segunda etapa de reabertura.

Um porta-voz do governo sobre a reabertura econômica, o secretário de Tributação, Carlos Eduardo Xavier, afirma que a ocupação dos leitos é um dos indicadores analisados na hora de definir pela continuidade ou não do processo de reabertura. "Vai ser sempre observado o percentual que temos no momento, mas também a possibilidade de expansão de leitos curto prazo", afirmou.

De acordo com ele, o governo deve definir oficialmente nesta terça (21), se a reabertura será mantida. Carlos Eduardo ainda considerou como "gravíssimas", as aglomerações registradas nas praias, neste fim de semana.

Às 9h desta segunda-feira (20), o estado registrava uma ocupação de 86% dos leitos de UTI voltados para tratamento da Covid-19. Ao todo, o estado tem 300 leitos, sendo que havia 240 ocupados, 39 disponíveis e 21 bloqueados no sistema.

Apesar de concentrar o maior número de leitos, a região metropolitana de Natal é a que tem maior taxa de ocupação, de 88,9%. No Seridó, a taxa é de 86,7% e no Oeste, 78,3%.

Todos os oito pacientes que aguardavam um leito crítico durante a manhã, estavam na área abrangida pela região metropolitana. O sistema informava 24 vagas. Os dados são atualizados a cada cinco minutos.

O tempo médio para o paciente ser classificado estava em 14 minutos. Porém, para conseguir a vaga, ele leva em média, 2 horas e 34 minutos, além de outras 5 horas e 9 minutos para ser transportado até a UTI.

Até este domingo (19), o Rio Grande do Norte registrou 43.766 casos confirmados de Covid-19 e 1.577 mortes pela doença. A capital potiguar concentra 38,4% dos casos confirmados de Covid-19 no estado. 

G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente