quinta-feira, 8 de abril de 2010

MAIS IDADE MAIS EXPERIÊNCIA? – NO MENGÃO, PARECE QUE NÃO

Alguns casos fogem a exceção. Idade avançada, por exemplo, em geral significa experiência e maturidade. A situação de Petkovic, meia-atacante do Flamengo, não corresponde à teoria.

Os atos demonstrados pelo jogador nesse início de temporada exterminam a chance do sérvio concluir com chave de ouro a sua vitoriosa carreira e, conseqüentemente, a sua história brilhante no Rubro-Negro.

O retorno do atleta à Gávea foi uma surpresa tão grande quanto o futebol grandioso que o craque apresentou no último Campeonato Brasileiro. Mais surpreendente ainda foi a crise de estrelismo do Pet. A essa altura da profissão, prestes a encerrar a sua jornada, não era o momento para o eterno camisa 10 exigir regalias.

Pelo contrário.

A hora é mais do que oportuna para que o jogador utilize a sua experiência a favor do time flamenguista. Ainda mais agora, em que a equipe carioca disputa a Libertadores da América com um elenco respeitável.

Afinal de contas, quais são as pretensões de Petkovic?

Não há o que ele pleitear mais do que o Flamengo ofereceu em seu retorno.

Cerebral que é, o meia precisa também ser inteligente fora de campo. A custo do que conturbar uma história que se caminhava para um final digno?

A troca de farpas com a comissão técnica e diretoria do clube é totalmente desnecessária. As atitudes só prejudicam o próprio jogador e, principalmente, o Flamengo.

A propósito, turbilhões é o que não faltam na Gávea, não bastassem as crises de Adriano e as polêmicas de Vágner Love.

Petkovic necessita ter mais respeito e consideração ao time. Também é preciso que os diretores do clube tenham condutas mais severas, pois nenhum jogador deve ser mais importante do que o próprio Flamengo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente