quinta-feira, 23 de abril de 2020

Cargo público não é altar e prefeito não é santo

Em Angicos, qualquer secretário ou até vereador ligados ao prefeito Deusdete Gomes se acham no direito de afrontar as pessoas que não comungam com suas ideias.

Alguns ligados ao gestor ou a ex-secretária Nataly querem endeusar, colocar num altar, louvar e mistificar o prefeito e sua administração. 

Nas redes sociais ou nos bastidores, as pessoas são coagidas até a retirar postagens, comentários, e intimidadas de tal forma a não falar nada contra a gestão, que até parece que temos que voltar aos tempos da ditadura.

Mas vamos lá, caro leitor, você tem direito de reclamar sim, de cobrar e criticar, de forma democrática, quando não concordar com algo, quando não achar que é certo o que está sendo feito.

É o dinheiro do povo que está sendo gasto, não é do prefeito ou dos assessores, é seu!
A critica faz parte da democracia. Quem tem cargo público é empregado do povo, não é o contrário não.
A lei da mordaça em Angicos está mais viva do que nunca, mas quem pode mudar isso, quem pode dar resposta é o povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente