terça-feira, 15 de agosto de 2017

EM NATAL: Corpo de motorista do Uber é encontrado carbonizado

Motorista desapareceu na última sexta (Foto: Reprodução/Facebook)
O corpo encontrado carbonizado em um canavial é da motorista do Uber, Suetânia Santos do Nascimento, de 30 anos. Ela foi encontrada por populares dentro de um carro carbonizado no fim da tarde desta segunda-feira (14) em um canavial no município de Arêz, a 65 quilômetros de Natal.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e chegando ao local fez o isolamento e acionou a Polícia Civil e o Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP/RN) foi acionado para fazer a identificação do corpo carbonizado por meio da arcada dentária. A confirmação de que era o carro da motorista chegou na manhã desta terça-feira (15), por meio do número de chassis, que constataram que era o carro desaparecido.


A motorista desapareceu na última sexta-feira (11) e segundo familiares da vítima ela tinha ido resolver uma questão de posse do carro que foi adquirido junto com um ex-namorado. O Nissan March, de cor branca e placas QGM – 0570 estava no nome da vítima e ela queria regularizar os pagamentos para poder ficar com o veículo, que era seu instrumento de trabalho.

Ela foi ao encontro do ex-namorado e por volta das 15h ela fez o último contato com a família por meio do Whatsapp informando que estava com ele em uma churrascaria localizada na Avenida João Medeiros Filho, zona Norte de Natal.

“Ela nos mandou um áudio falando que estava com o ex-namorado e estava em uma churrascaria e que qualquer coisa que acontecesse ela estava com o Jucenildo”, informou a familiar da vítima.

Família relata medo do suposto namorado

A família da vítima relatou que ela e o namorado tinham uma relação normal para os padrões normais, mas que existia algo de estranho no comportamento do suspeito para com ela.

“Ele tinham até então uma relação normal. Ela o defendia de tudo e de todos, mas nos últimos meses eles estavam em crise e ele passou a ater um comportamento agressivo. Ela não dizia para nós por medo dele”, afirmou a parente.

A vítima inclusive confidenciou a amiga que “estava com medo do ex-namorado”, que afirmou também que “tinha medo de deixar ele” após o suspeito afirmar que ela não ficaria com mais ninguém após ele.

“Após certo tempo percebemos que ele era uma pessoa errada e passou a ter medo de terminar a relação, porém após ela criar coragem a coisa desandou e ela passou a ter medo do Jucenildo”, informou a familiar.

Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente