terça-feira, 2 de maio de 2017

O QUE DEVERIA TER SIDO FEITO PELA SEGURANÇA DE ANGICOS – E O QUE SERÁ FEITO!

Continuando a postagem anterior, volto a escrever sobre segurança para a nossa cidade. O que realmente tem que ser feito agora?
Essa é uma pergunta interessante, pois durante mais de uma década, nada foi realizado, ainda vivemos do que foi implantado há quase vinte anos, e que está sucateado.

Ao ser implantada em Angicos, durante os anos 90, a 2ª Companhia de Polícia Militar era referência de segurança pra região Central.  

A quantidade de policiais militares servindo na cidade era mais que o dobro dos que estão agora. E com alguns detalhes: viaturas funcionando, motos para rondas individuais, atendimento ostensivo diuturno, entre outros.

A realidade hoje é outra totalmente diferente. Os últimos prefeitos não se preocuparam com o futuro próximo e esqueceram o aumento da criminalidade. O efetivo policial foi diminuindo, a estrutura foi se desmanchando, ficando precária, sucateada.

O atual prefeito Deusdete Gomes sabe que terá uma grande missão pela frente, pois é dele o dever de buscar alternativas para combater o avanço dos crimes na cidade.
Mas isso já estava no seu projeto de governo, desde a campanha política.

A proposta de Deusdete passa pelo monitoramento por vigilância eletrônica de ruas e avenidas da cidade de Angicos, e prevê um controle das principais artérias, o que leva a identificar suspeitos e arrombadores que venham a serem pegos pelas câmeras.

Se isso for sincronizado com as polícias locais, principalmente com a PM no primeiro instante, como medida preventiva e de flagrante, e no segundo momento, com a polícia civil, para prisão desses criminosos, a cidade começará a ter uma regressão na sua insegurança noturna e até diurna.
O plano do prefeito Deusdete Gomes já está em andamento, e se ainda não foi implantado, se deve ao fato de que o processo licitatório para a compra dos equipamentos necessários, além de outros materiais, ainda não foi concluído, coisa que será em breve.


Em conversa com o gestor, este garantiu que não demora mais, e já estará começando a instalação de câmeras e da central de vigilância eletrônica, o que é o primeiro passo, vital nesse processo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente