quinta-feira, 1 de junho de 2017

Quadrilhas explodem caixas de bancos em duas cidades do RN; em uma terceira, PM evitou o crime

Caixas eletrônicos das cidades de Poço Branco, no Agreste potiguar e São Miguel, na região Oeste, foram alvos de explosões na madrugada desta quinta-feira (1°). Na cidade de Santo Antônio, também no Agreste, os criminosos também planejavam explodir um terminal. Porém, a polícia impediu a ação. Um homem foi preso e cinco carros apreendidos.

São Miguel
De acordo com a Polícia Militar, pelo menos 10 homens armados e divididos em três carros conseguiram explodir os terminais bancários das agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica, mas não conseguiram violar os caixas. Os criminosos também tentaram explodir o cofre da agência.

Em São Miguel, criminosos chegaram a tentar explodir o cofre da agência (Foto: Divulgação/PM)
O crime aconteceu por volta das 2h30. O grupo chegou à cidade em três veículos. Uma parte do bando atirou contra a base da PM na cidade, para conter os policiais. A PM localizou três veículos que foram abandonados pelos bandidos. Dentro de um deles foram encontrados baldes com grampos, que seriam deixados nas estradas.
Polícia Militar localizou três carros abandonados pelos criminosos (Foto: Divulgação/PM)
Poço Branco
Os bandidos explodiram o caixa eletrônico do Bradesco. O crime aconteceu por volta das 2h. Segundo a polícia, ainda não é possível confirmar se os criminosos conseguiram levar o dinheiro. Na fuga, os bandidos atearam fogo em um dos veículos utilizados. O carro foi incendiado próximo à cidade de Bento Fernandes. Esta foi a segunda vez que explodiram a agência na cidade. A primeira vez foi em dezembro de 2015.

Santo Antônio
Um homem foi preso com um revólver e cinco carros foram apreendidos. A polícia recebeu uma denúncia de que um comboio de carros estaria circulando perto da agência bancária do Bradesco na cidade. Chegando lá, os policiais foram recebidos a tiros. Pelo menos 30 homens estavam divididos em 10 carros.
Dentro de um dos carros a PM encontrou baldes com grampos (Foto: Divulgação/PM)

Os criminosos não conseguiram chegar ao banco. Ainda de acordo com a PM, o bando abandonou três carros, onde foram apreendidos baldes com grampos, e incendiou outro veículo. O homem que foi preso estava dentro de um carro parado próximo ao local do crime. Ele disse que não tinha envolvimento com a ação e estava parado porque o carro havia quebrado.


Nos três casos, os criminosos espalharam grampos pelas ruas das cidades para dificultar a ação da polícia. Pontiagudos, os grampos são usados para furar os pneus dos carros. Assim, a polícia também teve dificuldade de partir em busca dos bandidos, que conseguiram ir embora, nas três ocorrências.

G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente