quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

A POLÍTICA E A POLITICAGEM [01]

A política é muito dinâmica.
Ela é de uma complexidade maior do que os próprios analistas afirmam e tentam definir.

E também é supérflua, leviana e inconstante. Isso em alguns casos e momentos específicos.

Como se pode analisar algo que é como uma nuvem, como a água corrente de um rio ou como o vapor que evapora de um lugar e se condensa em outro?

Para alguns existem limites, para outros, o limite é o infinito.

Cada um tem sua forma de ser, de fazer política e de se deixar entramear por ela.

A verdade é que a única coisa que pode trazer equilíbrio e estabilidade no seio político é o caráter. Este pode nortear ações, estabelecer parâmetros e estipular metas.

O problema é que nem todos têm caráter.

Alguns nem sabem o que é isso. Esses não fazem política, mas sim politicagem.
Os interesses dessas pessoas mudam como as correntes de ar, como as fases da lua e o ritmo das marés.

E assim vamos convivendo, na esperança vã, torcendo para que tudo melhore.
É isso que temos que fazer, porque as melhoras dependem das pessoas.

Quem pode promover a mudança é o povo. O voto é a maior arma da democracia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente