sábado, 21 de janeiro de 2017

Agentes retiram bandeiras de facções em Alcaçuz

Agente retira bandeira de facção criminosa de Alcaçuz (Foto: Fred Carvalho/G1)
Durante a ação da Polícia Militar na Penitenciária Estadual de Alcaçuz na manhã deste sábado (21) para erguer um muro de contêineres, agentes penitenciários retiraram bandeiras de facções criminosas que estavam hasteadas no local.

No sábado (14), quando começou a rebelião na Penitenciária, pelo menos 26 detentos foram mortos. Na quinta (19), após novo enfrentamento, muitos presos ficaram feridos. A PM confirma que há novos mortos dentro da unidade, mas não informou o número. 

Segundo o secretário de Justiça e Cidadania (Sejuc), Wallber Virgolino, o início da rebelião foi logo após o horário de visita. O secretário disse que os presos do pavilhão 5, que abriga integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC), usando armas brancas, quebraram parte de um muro e invadiram o pavilhão 4, onde há presos que integram o Sindicato do Crime, facção criminosa rival do PCC. Ainda de acordo com Virgolino, todos os 26 mortos são do Sindicato.

Desde então, os presos ficaram soltos dentro da unidade e o confronto entre presos das duas facções era iminitente. Eles "marcaram território" com barricadas feitas com madeira, ferro e tijolos retirados dos pavilhões.


G1RNq

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente