domingo, 20 de outubro de 2019

BOLSONARO: ANTROPOFAGIA POLÍTICA, ISOLAMENTO E POSSIBILIDADE DE IMPEACHMENT?


Em pleno domingão, me pego a pensar a cena política. E a fazer algumas considerações.
Em nível nacional, o fenômeno do baixo clero, Jair Bolsonaro, continua sendo o contraste em pessoa. Aquele homem impávido, que fazia arminha e ameaçava fechar congressos, agora não consegue sequer dar uma resposta satisfatória ao Delegado Waldir, que o chamou de “vagabundo”. Será medo de alguma coisa, tipo o áudio que o delegado diz que tem?

Já a ex-líder do governo na câmara, Joice Hasselmann, vociferou que conhece segredos obscuros e citou milícia digital e robôs digitais, insinuando o processo das “Fake News”. Silêncio novamente de Bolsonaro.

Os filhos, como lobos raivosos, não se preocupam com o isolamento político do pai, que a cada dia, se indispõe com aliados, partidos, lideranças políticas e outras autoridades. Eles praticam uma verdadeira e selvagem antropofagia política, sem se importarem com o resultado, e elevam a figura de Bolsonaro ao patamar dos deuses. Mas esquecem que sem base política ele vai decair e perder a governança, como um Ícaro em chamas.

O ex-aliado, Alexandre Frota, tem insinuado que em breve dará entrada com processo de impeachment na câmara dos deputados, já baseado em várias irregularidades possivelmente cometidas pelo atual governo.
Pelo que já se especula, Jair pode sair antes dos quatro anos. Vamos observar o que acontece na sequência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente