quarta-feira, 17 de março de 2021

Covid-19: RN tem 130 pacientes à espera de UTI e taxa de ocupação de leitos chega a 97%

Upas de Natal têm 60 pacientes à espera de leito para Covid-19 - Foto: Anna Alyne Cunha / Intertv Cabugi
A fila por um leito de UTI para Covid-19 chegou a 130 pessoas na manhã desta quarta-feira (17), segundo dados do Regula RN - sistema usado na administração de leitos no sistema público de saúde do estado. Por volta das 10h45, a rede tinha 330 leitos ocupados, 10 bloqueados e outros 10 disponíveis para a demanda 13 vezes maior.
 

O governo discute um novo decreto com medidas restritivas para tentar conter o avanço da doença no estado. O último decreto, que determinou toque de recolher, vale até esta quarta-feira (17).

Até mesmo para leitos clínicos, de menor complexidade, a fila de espera também era maior que a disponibilidade. Havia 51 pessoas para um total de 28 leitos disponíveis.

 

Em todo estado, a taxa de ocupação era de 97,1%. A região metropolitana apresentava ocupação de 96,5%, enquanto o Oeste, 99%. Com a menor ocupação, o Seridó tinha taxa de 95%.

 

Do total de 23 hospitais com leitos críticos para Covid-19, 18 estavam com todas as UTIs ocupadas pela manhã e outros dois tinham ocupação superior a 90%. Apenas o Hospital Maria Alice Fernandes, que tem leitos para crianças, estava com taxa de 50%. A maternidade Divino Amor, tinha 80%.

 

A alta de casos tem aumentado a pressão no sistema público. Na manhã desta quarta (17), a Secretaria de Saúde de Natal informou que as quatro unidades de pronto-atendimento (UPAs) de Natal estão atendendo com mais de 100% da capacidade e o município tem 60 pacientes confirmados que precisam de leitos de UTI e aguardam regulação, além de 22 pacientes suspeitos aguardando resultado de exame.

 

Nesta terça-feira (16), a rede pública de saúde do estado chegou a 335 leitos críticos para Covid-19 em operação - o maior número desde o início da pandemia. Ainda assim, a oferta de leitos é menor que a demanda atual. O boletim da Secretaria Estadual de Saúde apontou um total de 1.049 pacientes internados nas redes pública e privada com Covid-19, entre leitos críticos e clínicos.

 

Uma idosa de 82 anos com suspeita da doença passou mais de 10 horas dentro de uma ambulância do Samu aguardando atendimento em uma UPA de Natal.


G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente