quinta-feira, 9 de setembro de 2021

Novo concurso da PM deve ter 800 vagas para praças

A governadora Fátima Bezerra autorizou, nesta quarta-feira (8), o andamento para realização de novo concurso público para o preenchimento de vagas na Polícia Militar. O novo concurso deverá preencher 800 vagas para praças, segundo estimativa inicial repassada pela PM à TRIBUNA DO NORTE. No total, cerca de 1 mil vagas serão preenchidas no próximo ano, contando com outros certames já em curso no Estado.

Nesta quarta, durante solenidade de entrega de viaturas e equipamentos à PM, Fátima anunciou a autorização para que seja realizado o concurso com o objetivo de preencher as vacâncias, que são as vagas deixadas por policiais que se aposentaram ou morreram. O comandante da Polícia Militar, coronel Alarico Azevedo, explicou que ainda não há uma quantidade confirmada porque deverá ocorrer uma análise de vaga a vaga. Porém, a tendência é que sejam aproximadamente 800 vagas para praças.

"Vamos fazer a elaboração, o levantamento das vagas, impacto financeiro e com nossa assessoria jurídica para fazer o processo e encaminhar ao Gabinete Civil. Temos mais de 6 mil vagas (abertas), mas a Lei de Responsabilidade Fiscal permite, nesse momento, somente o concurso para preenchimento de vacâncias", explicou o comandante.

 

Além do concurso anunciado por Fátima Bezerra, há outros certames autorizados e que já estão em fase de elaboração de edital. Haverá concurso para ingresso de 132 oficiais combatentes e 79 oficiais médicos. Há, ainda, decisão judicial que determina o ingresso de 250 soldados para a área de saúde. "Esses já tinham sido anunciados e estão em andamento. O que esperamos é que todos sejam realizados em 2021", disse o comandante da PM.

 

Em novembro do ano passado, a Polícia Militar realizou a cerimônia de formatura de mais de mil novos soldados. Foi a primeira renovação do efetivo em 14 anos. 

 

Os novos policiais já tinham começado a trabalhar antes mesmo da cerimônia de formatura. Eles foram nomeados no último dia 11 de novembro para atuarem nas Eleições Municipais. Até a incorporação desses novos soldados, a PMRN contava com 7,3 mil policiais. Uma turma, em 2011, chegou a ser incorporada, mas com cerca de 100 agentes.

 

Em discurso à época, a governadora Fátima Bezerra (PT) frisou a entrada das 65 mulheres na PM e citou as recentes mudanças na legislação que irão permitir entradas de contingentes iguais de homens e mulheres na PMRN. Ela ressaltou que a entrada dos novos agentes traz um reforço para a segurança do Estado. “Vocês vão dar o melhor de cada um para que a população do Rio Grande do norte possa ter cada vez mais paz, amor e segurança. É essa a nossa missão”, declarou. 

 

Os novos policiais são fruto de um concurso público que aberto em 2018, quando o edital foi publicado, ainda na gestão do governador Robinson Faria. O concurso para praças apresentou várias dificuldades para sair do papel. Até a nomeação dos novos agentes, o certame enfrentou republicação de edital, questionamentos do Ministério Público quanto às vagas para mulheres, e ponto de corte das questões de Geografia. 

 

Veículos


Na solenidade, o Governo do Estado entregou 34 veículos para reforçar as ações da segurança pública do Rio Grande do Norte. Os equipamentos são fruto de um convênio com a Secretaria Nacional de Segurança Pública. 

 

Ao todo, são 24 camionetas, 5 micro-ônibus e 5 caminhões-guincho, totalizando um investimento de R$ 8.017.000, que beneficia os municípios de Triunfo Potiguar, Baía Formosa,São Miguel do Gostoso, Equador, São Vicente, Sitio Novo, Jaçanã, Baraúna, Extremoz/Genipabu e Maxaranguape.

 

“Estamos nesse momento anunciando mais oito milhões de investimentos em Segurança para o RN. Isso significa mais equipamentos e melhores condições de trabalho, para que a gente possa avançar cada vez mais no enfrentamento à criminalidade e à violência no Rio Grande do Norte”, destacou Fátima Bezerra.

 

O titular da Sesed, Coronel Araújo, disse que a distribuição obedeceu a critérios técnicos. “Esses equipamentos vão trazer melhor prestação dos serviços dessas instituições à população”, lembrou,


Tribuna Do Cabugi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente