quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Garibaldi costura apoio político com Álvaro Dias para eleições

Um dos nomes mais citados como possível candidato para ser o adversário ao projeto de reeleição da governadora Fátima Bezerra (PT), o prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), tem sido procurado por lideranças políticas dos partidos do Rio Grande do Norte para unir forças para as eleições gerais deste ano.

De olho na corrida pelas urnas, o ex-senador e ex-governador do Estado, Garibaldi Alves Filho (MDB), se reuniu com Álvaro Dias nesta terça-feira 11, no Palácio Felipe Camarão, e pediu apoio político para seu projeto eleitoral. O objetivo é fazer com que o tucano suba no palanque do MDB e declare seu apoio ao ex-senador e ao seu filho, o deputado federal Walter Alves (MDB). Vale lembrar que o partido do ex-senador articula uma aliança política com o PT, para a reeleição da governadora Fátima Bezerra (PT), adversária política do prefeito.

 

Em entrevista ao portal Agora RN, o ex-senador Garibaldi afirmou, “Álvaro vai sim nos ajudar, porque, apesar de nós não sermos do mesmo partido, sempre mantivemos uma união e interação muito grande. É recíproco. A gente também pode ajudar o prefeito, não mediremos esforços para isso”, declarou.

Com exclusividade, o ex-senador Garibaldi garantiu que, ao contrário do que vem sendo dito, “o prefeito Álvaro Dias reafirmou que não será candidato ao governo do Rio Grande do Norte, a despeito de estar recebendo muitos apelos para que se candidate ao cargo”, revelou.

 

“A gente sente o prestígio que Álvaro tem atualmente. Então, dei meu depoimento pessoal, de que sentia esse desejo por parte do povo do Estado, mas ele me disse que tudo indica que não será candidato ao governo. Vai permanecer à frente da prefeitura de Natal”, afirmou Garibaldi.

 

Porém, caso Álvaro Dias aceite disputar a cadeira de governador do Estado, ele terá que renunciar ao seu mandato de prefeito, cargo que ocupa desde 2018. E se perder a disputa nas urnas, ficará sem mandato.

 

Após os resultados das últimas pesquisas de intenções de voto, Álvaro Dias adotou uma postura cautelosa. No último dia 13 de dezembro, ele afirmou que se manteria no cargo de prefeito até o final do mandato, em 2026, reforçando a informação dada pelo ex-governador Garibaldi Alves filho.

 

Aliança com o PT

 

O MDB de Garibaldi Alves Filho e Walter Alves vem construindo uma aliança política com o PT no Rio Grande do Norte há quatro meses. Os encontros entre as lideranças das siglas vêm ocorrendo com bastante frequência, para os ajustes finais da chapa Fátima Bezerra (PT) governadora e Walter Alves vice-governador. Há possibilidade ainda de Garibaldi ir para o Senado ou mesmo ocupar a cadeira deixada por seu filho na Câmara Federal.

 

Essa hipótese começou a ser ventilada após a visita do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Natal, em agosto passado, quando, na ocasião, ele convidou o MDB para subir ao palanque de Fátima Bezerra. Em contrapartida, o MDB teria carta branca para indicar o vice-governador e também participar das discussões para montar as nominatas para os cargos de senador, deputado federal e estadual.

 

Questionado sobre como estão as negociações em torno da aliança com o PT, o ex-senador Garibaldi Alves explicou, “ainda não temos nenhuma definição desse quadro”, enfatizou.

Já o presidente estadual do MDB, deputado federal Walter Alves, afirmou que a legenda está se preparando para montar as nominatas próprias para disputar as vagas na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa.

 

“Estamos conversando com todos os partidos, inclusive o PT. Já houve conversas com o ex-presidente Lula e ele convidou o MDB para participar de um projeto futuro para o RN. Nós estamos discutindo com todos nossos amigos do partido para que, no momento certo, a gente toma a decisão correta para o RN e para o partido”, destacou.

 

Walter explicou que, a partir de agora, esse processo de alianças vai se afunilando, pois já estamos chegando em meados de janeiro.

 

“Agora é que cada partido vai ver seu interesse político. Tudo isso deve ser definido debatendo e pensando no futuro do nosso Estado. Uma aliança se faz pensando em projetos e o MDB já teve governador duas vezes. Na época, o PIB do Rio Grande do Norte era acima do Nordeste e do Brasil, ou seja, o partido tem a cara e o jeito de governar que todos conhecem e aprovam”, enfatizou.


AgoraRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente