quinta-feira, 25 de junho de 2015

Marcelo Queiroz comenta aumento de impostos sobre a folha de pagamento

O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio Grande do Norte, Marcelo Queiroz, divulgou nesta quinta-feira, 25, posicionamento oficial sobre a aprovação, pelo Plenário da Câmara dos Deputados, do texto-base do Projeto de Lei de autoria do Governo Federal que eleva a tributação sobre a folha de pagamento das empresas (de 1% para 2,5% e de 2% para 4,5%). 

“Em um momento de ajustes na nossa economia, de turbulências e incertezas, e no qual o IBGE apura uma taxa de desemprego, nas principais regiões metropolitanas do país, na casa dos 6,4%, o maior desde maio de 2010, nos parece uma temeridade elevar os custos sobre a folha de pagamento das empresas. Entendemos que é preciso um esforço conjunto de todo o país em torno do ajuste fiscal, mas lamentamos que, por enquanto, este esforço esteja sendo centrado apenas em sacrificar ainda mais o setor produtivo, os investimentos e a população. 
Não temos enxergado um esforço do Governo em reduzir seu próprio tamanho, seus próprios custos. Este, sim, seria um rumo eficaz e poderoso para retomarmos o equilíbrio financeiro necessário à volta do crescimento e do desenvolvimento”, afirmou Queiroz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente