sábado, 13 de março de 2021

Estudo aponta que 230 mil pessoas no RN já tiveram contato com o coronavírus

O Comitê Científico divulgou nesta sexta-feira, 12, resultado do Inquérito Sorológico no Rio Grande do Norte. De acordo com o estudo, 6,5% da população investigada apresentou anticorpos para a covid-19. Isso indica que quase 230 mil pessoas tiveram contato com o SARS-CoV-2 e produziram anticorpos detectáveis.

 

As maiores prevalências foram em Caicó (12,3%) e Pau dos Ferros (12,7%) e a menor em São José de Mipibu (5,3%). As maiores prevalências aparecem nos grupos etários acima de 45 anos e chama a atenção, contudo, a prevalência também alta no grupo de até 9 anos de idade. “Essa foi uma das surpresas da pesquisa”, aponta o pesquisador Ângelo Roncalli.

Em boa parte dos casos as diferenças não são significativas pela análise dos intervalos de confiança. Pelo menos entre a menor prevalência (4,5% entre 18 e 24 anos) e a maior (8,1% em 70 anos e mais), a diferença é significativa.

 

Com relação ao sexo, as prevalências são praticamente iguais. Em relação à raça/cor autorreferida, a prevalência é maior em negros (6,9%) em comparação com brancos (5,6%). A categoria “negros” foi formada pelo agrupamento dos que referiram raça/cor preta ou parda. A prevalência é maior nos que relataram contatos, tanto com suspeitos quanto com confirmados.

 

Outro ponto importante da pesquisa é a prevalência entre os que não adotaram o distanciamento social é significativamente maior (12,7%) em comparação com os que adotaram total ou parcialmente (7,2%). “Esse dado aponta para a importância e eficácia do distanciamento social”, afirma Roncalli.

 

O inquérito tem o apoio do Comitê Científico instaurado desde o início da pandemia com pesquisadores da UFRN e do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O Cronograma foi dividido em três ciclos nas seguintes datas: 1° ciclo: 8 a 10/01/2021, 2° ciclo: 15 a 17/01/2021 e 3° ciclo: 22 a 24/01/2021.

 

Para que a pesquisa pudesse acontecer, a Sesap forneceu 25 mil kits de testes da marca WONDFO SARS-CoV-2 Antibody Test, além dos equipamentos de proteção individual (EPIS). É importante ressaltar que uma parte dos kits é destinada para os pesquisadores em campo, para garantir a segurança no risco de contágio. 

 

INQUÉRITO SOROLÓGICO

 

A Secretaria de Estado de Saúde Pública em parceria com o Instituto Amostragem do estado do Piauí elaborou entrevistas e realizaram exames (testes Covid). Foram analisados oito municípios com sede de regionais de saúde no Estado: Pau dos Ferros, Mossoró, Assu, Natal, João Câmara, São José do Mipibu, Santa Cruz e Caicó e para cada município serão vinte entrevistadores e pesquisadores que farão a aplicação de um questionário com perguntas referentes a sintomas, estado de saúde, idade, comorbidades, entre outras questões importantes para embasar a pesquisa. Ao todo serão 160 pesquisadores em campo. Em cada município, cerca de 2.500 pessoas foram testadas e entrevistadas. No total, cerca de 20.234 pessoas no estado fizeram parte do estudo

 

Em cada município foram sorteados 30 setores censitários (subdivisão do município feita pelo IBGE que inclui cerca de 300 domicílios). Em cada setor as equipes percorreram os domicílios e fizeram os exames e as entrevistas nos moradores.

 

Em cada setor, cerca de 100 indivíduos foram entrevistados e examinados. Cada fase foi conduzida em um fim de semana (sexta, sábado e domingo). Ao todo, a coleta de dados foi feita ao longo do mês de janeiro de 2021.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente