quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Fecomércio RN promove solenidade para comemorar 70 anos de fundação


Setenta anos de uma história dedicada a estimular, apoiar e promover o desenvolvimento social e econômico do Rio Grande do Norte. É com este mote que a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado reúne na sexta-feira (29), no hotel Holiday Inn, sua diretoria, sindicatos filiados, empresários potiguares, autoridades e personalidade potiguares para celebrar e homenagear sete das empresas de comércio e serviços mais antigas ainda em atividade no RN.

“A Fecomércio tem a imensa responsabilidade de representar os empresários dos segmentos do comércio, serviços e turismo do Rio Grande do Norte, nós somos responsáveis por quase 65% do PIB e mais de 70% dos empregos formais do estado. São números grandiosos para um Sistema grandioso, que por meio do Sesc, Senac e IPDC, cuida das pessoas, transforma suas vidas, defende as causas do setor e atua para estimular o crescimento do nosso estado. Temos, portanto, muitos motivos para marcar esta data de maneira relevante”, diz o presidente da Fecomércio RN, Marcelo Fernandes de Queiroz.

Um dos pontos altos da noite será a entrega do troféu “70 anos da Fecomércio RN”, com o qual a entidade irá homenagear algumas das mais antigas empresas potiguares, dos setores de comércio e serviços. Receberão a distinção: Rede A Construtora, Armazém Pará, Casa Centelha (Mossoró), Casa Universo (Caicó), Comercial José Lucena, Rio Center e a Rede de Supermercados Nordestão.

Outro momento importante será a homenagem prestada pela Assembleia Legislativa do RN que entregará uma placa em reconhecimento aos relevantes serviços prestados pela Fecomércio RN ao estado nestes setenta anos de trabalho e realizações.

História

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte chega aos 70 anos de trabalho e dedicação à representação da classe patronal potiguar, nos segmentos que lhe são afins. A entidade foi fundada em 10 de janeiro de 1949, na então sede do Sindicato do Comércio Varejista – que funcionava na Rua João Pessoa, no Centro de Natal.

O reconhecimento como Associação Sindical pelo Ministério dos Negócios do Trabalho, Indústria e Comércio aconteceu logo depois, em 28 de março do mesmo ano, como também a filiação à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), consolidando o seu funcionamento. A Carta Sindical, documento emitido pelo Ministério dos Negócios, atesta que é ela a entidade que pode falar pela categoria que representa.

Vale o registro de que o setor de Comércio e Serviços representa 70,6% dos empregos formais gerados no Rio Grande do Norte e responde por quase 65% do PIB do estado. Além de defender os interesses dos segmentos do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, e fomentar a atividade econômica, o Sistema Fecomércio RN é hoje uma das maiores e mais completas  estruturas de estímulo e suporte ao desenvolvimento social potiguar, com atuação nas áreas de educação, saúde, cultura, lazer e assistência, através do Serviço Social do Comércio (Sesc). Também compõe o Sistema a maior instituição de promoção da educação profissional voltada para o setor no estado e no país: o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

A primeira sede da Fecomércio RN foi, provisoriamente, no prédio situado na Avenida Duque de Caxias, no bairro da Ribeira, onde se concentrava a atividade comercial da cidade. O prédio, um palacete histórico que tem mais de 100 anos, mistura arte gótica, moura e clássica, já abrigou o Instituto do Açúcar e do Álcool, e hoje é a sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN RN). Depois da Ribeira, a sede da Fecomércio passou a funcionar no prédio do Sesc, na Cidade Alta, bairro vizinho.

Com o crescimento e fortalecimento da instituição, sempre defendendo os interesses da classe empresarial, e a instalação de um setor de Economia e Estatística, que entre outras atividades realizava as pesquisas conjunturais do comércio, a Federação passou a funcionar em sede própria na Rua Apodi, em seguida na Avenida Hermes da Fonseca, ambos no bairro do Tirol, e hoje funciona na Avenida Alexandrino de Alencar, e que fica ao lado da unidade do Senac Alecrim. No mesmo local funcionam também as presidências dos Conselhos Regionais do Sesc e do Senac no estado.

Presidentes
Foram presidentes da Fecomércio os empresários Charles Edgard Moritz, João de Souza Vasconcelos, Brasílio Machado Neto, João Daudt D’ Oliveira, Militão Chaves, Luiz Gonzaga Barros, Antônio Fernandes Filho, Reginaldo Teófilo, João Dinarte Patriota, Marcantoni Gadelha. Jessé Pinto Freire também foi presidente da Fecomércio e o único potiguar a presidir a Confederação Nacional do Comércio (CNC).Atualmente, a Federação é presidida pelo empresário do setor farmacêutico Marcelo Fernandes de Queiroz.

Uma peculiaridade que podemos destacar no surgimento do Sistema Fecomércio aqui no Rio Grande do Norte, diferente do observado em outros estados, é que o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do RN (Senac RN) já funcionava há dois anos quando a Federação foi fundada. A chegada do Senac ao estado, em 10 de janeiro de 1947, marcou o início de um novo tempo para o progresso do cidadão potiguar, com a oferta de cursos de qualificação destinados aos comerciários, seus dependentes e à população em geral, contribuindo assim para sua formação contínua, sempre atendendo às demandas impostas pelo mercado.

Já o Serviço Social do Comércio (Sesc RN), começou a funcionar no Rio Grande do Norte em abril de 1949, após a fundação da Fecomércio. Partindo do princípio que as ações sociais são um importante instrumento de promoção da melhoria da qualidade de vida, ao longo do tempo, a instituição vem promovendo ações para melhoria da qualidade de vida e promoção da cidadania, nos segmentos da cultura, saúde, educação, nutrição, esporte, lazer e assistência. Até hoje o Sesc atende milhares de pessoas e possibilita, em parceria com o poder público, empresas privadas, sindicatos e associações, oportunidades para os comerciários, seus dependentes e população.

A Fecomércio, como representante do setor turístico e pela importância da atividade na economia do estado, instituiu a Câmara Empresarial do Turismo. Órgão consultivo da Fecomércio, reúne representantes de entidades empresariais do segmento que debatem e apresentam propostas ao poder público para fomentar a cadeia que movimenta mais de 50 setores no RN. Outra ferramenta de trabalho da Federação em prol do crescimento econômico, são os assentos de representação que possui em órgãos e autarquias federais, estaduais e municipais. Dessa forma, os representantes da Fecomércio nos conselhos, instituições, fazem valer a voz dos comerciantes e empresários.

Diante da necessidade de entender o mercado potiguar, a Fecomércio criou o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC), setor da Federação que realiza levantamentos econômicos com pesquisas de intenção de compras, perfil dos consumidores, movimentação em diversos eventos, dentre outros.

Hoje, depois de 70 anos de atividades, o Sistema Fecomércio se consolidou no dia-a-dia da população norte-riograndense, tanto dos comerciantes, quanto dos comerciários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente