sábado, 31 de julho de 2021

Depois do ouro de Ítalo, RN segue na Olímpiada com Samara Vieira no handebol

Depois de viver a primeira derrota nos jogos olímpicos, a seleção feminina de handebol voltou à quadra na madrugada deste sábado, 31, e retorna no domingo, 1º de agosto, contra as francesas. A expectativa é terminar a primeira fase entre os quatro primeiros colocados do Grupo B, o que garante classificação.

E o Rio Grande do Norte tem um motivo a mais para torcer pelas brasileiras: um dos principais destaques do time é Samara Vieira, atualmente a única potiguar no mundial.

A natalense de 29 anos estreou nos Jogos Olímpicos como uma das duas meia-esquerdas da seleção. Atual campeã eslovena, ela – que começou sua trajetória de atleta no Colégio Sagrada Família – foi uma das maiores goleadoras da temporada europeia, e é vista como peça fundamental no ataque da equipe brasileira, comandada pelo técnico Jorge Dueñas.

 

A importância da atleta para o time vem sendo comprovada em números. Contra a Hungria, por exemplo, quando o Brasil venceu por 33 a 27, ela foi a artilheira da partida com sete gols no total. A seleção brasileira feminina empatou na estreia com o Comitê Olímpico Russo, depois venceu a Hungria. Mesmo com derrota para espanholas, manteve-se na terceira posição. “Ganha ou se aprende, nunca se perde”, escreveu a potiguar no Instagram, em resposta aos torcedores. “Meu coração agradece o suporte e o carinho de cada um de vocês”, continuou.

 

Pelo regulamento, na atual fase, os seis times do grupo jogam entre si, e os quatro primeiros avançam às quartas de final.


AgoraRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente