segunda-feira, 26 de julho de 2021

Rio Grande do Norte tem o 10º menor efetivo policial do País, aponta estudo

O Rio Grande do Norte tem o 10º menor efetivo da ativa das polícias brasileiras. O dado é do 15º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado na semana passada. O levantamento traz um ranking do quantitativo das forças de segurança pública estaduais.

No total, que inclui a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil, a Perícia Técnica, e a Polícia Penal, Roraima figura com o menor efetivo do país. O estado aparece com 3.305 integrantes. Em seguida, aparecem Acre (5.551); Amapá (7;062); Tocantins (8.552); Sergipe (8.948); Piauí (9.384); e Rondônia (10.683).

Alagoas (11.239); Mato Grosso do Sul (11.257) e o Rio Grande do Norte, com 11.972 membros, completam o ranking dos dez estados brasileiros com o menor efetivo da ativa das polícias. Por outro lado, o estado de São Paulo apresenta o maior efetivo total: 153.886. O levantamento não inclui dados referentes ao quantitativo nos estados das Polícias Federal, Rodoviária Federal e Penal Federal. 

 

Com mais de 8 mil PMs, efetivo da PMRN tem grande maioria formada por sargentos.

 

O Anuário detalha também o efetivo da ativa das Polícias Militares do país, por patente em 2021. O Rio Grande do Norte tem um efetivo de 8.057. Desse total, a grande maioria é formada por sargentos: 4.406. Em seguida, vem a patente de cabo, com 1.906 integrantes; 1.024 soldados; 325 subtenentes; 171 capitães; 120 majores; 61 tenentes-coronéis; 32 coronéis; e 11 tenentes.

 

Já no Corpo de Bombeiros potiguar, o efetivo é de 619 integrantes, sendo 255 sargentos, 185 cabos, 94 soldados, 28 subtenentes, 23 majores, oito capitães, sete tenentes-coronéis e cinco coronéis. Na Polícia Civil do RN, o efetivo é de 1.238, sendo 924 agentes, 168 escrivães e 146 delegados.

 

Na Perícia Técnica, o efetivo figura com 129, sendo 85 peritos criminais, 44 médicos legistas e sem dados sobre papiloscopistas. Além disso, são 1.397 policiais penais, totalizando quase 12 mil o efetivo total das forças de segurança pública no estado, com exceção das forças de segurança ligadas à União.

 

Mulheres


O mapeamento revela ainda que a presença das mulheres na segurança pública potiguar ainda é baixa. Na PM do RN, o efetivo feminino é de apenas 2,4; no Corpo de Bombeiros, 3,4; na Polícia Civil, 14,5; na Perícia, 18,6; e na Polícia Penal, 14,9.


Governo do RN realiza concursos para forças de segurança pública


Como forma de reduzir o déficit de pessoal e reforçar o efetivo das forças de segurança pública do Rio Grande do Norte, o Governo do Estado está realizando concursos. O Executivo estadual concluiu recentemente um certame para a Polícia Militar e está em andamento de seleções para a Polícia Civil (PC) e para o Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP).

 

No começo de 2018, o Governo do RN lançou concurso para a PMRN, com mil vagas. No final do ano passado, o certame formou 1.014 novos soldados. Já as seleções para a PC e Itep foram lançadas no começo deste ano, com pouco mais de 301 e 276 vagas, respectivamente. Nos dois últimos fins de semana, foram aplicados exames teóricos para os cargos de agente, escrivão e delegado.

 

Sendo que o concurso público para os cargos de agente e escrivão, realizado no último dia 11, registrou o número de quase 17 mil faltosos. A informação é da Fundação Getúlio Vargas (FGV), organizadora do certame. Segundo a FGV, a taxa de ausentes para os cargos de agente e escrivão, no concurso da PCRN, foi de 45,43%.

 

A Fundação informou que de 36.965 candidatos, 20.170 realizaram a prova e 16.975 faltaram. Até o fechamento desta matéria, a instituição ainda não tinha divulgado informações sobre ausentes na prova de delegado, realizada no último dia 18. E neste domingo (25), devem ser realizadas as provas para o Itep. Mais de 49 mil candidatos se inscreveram no certame.


DeFato

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente