quinta-feira, 29 de julho de 2021

Fábio Faria articula para desbancar Rogério Marinho de candidatura ao Senado

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, e o presidente do Banco do Brasil, Fausto de Andrade Ribeiro, lançam nesta sexta-feira 30, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, uma parceria que também envolve o Sebrae Nacional para a ampliação do programa Wi-Fi Brasil. Através da parceria, serão instalados mais mil pontos de internet em comunidades carentes, que não têm conectividade atualmente. Mais de 14 mil pontos já foram instalados pelo Ministério das Comunicações.

Será a segunda vez, numa mesma semana, que Fábio Faria promove agenda no Rio Grande do Norte. Na segunda-feira passada, lançou o programa Infovia Potiguar. Em verdade, o ministro intensificou as vindas ao Estado, com o objetivo de materializar as pretensões políticas de se tornar candidato a senador pela oposição nas eleições do ano que vem.

Para se tornar candidato, entretanto, Faria terá de se desdobrar para retirar do páreo o colega de Esplanada dos Ministérios, Rogério Marinho, ministro do Desenvolvimento Regional, que deseja a mesma vaga. Mais articulado e presente no Estado que Faria, inclusive com liberações de verbas vultosas para obras, Marinho já havia articulado uma chapa com o deputado federal Benes Leocádio (Republicanos), que seria lançada neste fim de semana.

 

Utilizando-se de influência junto ao presidente Jair Bolsonaro, contudo, o ministro da Comunicação conseguiu o adiamento desse lançamento, o que terminou gerando uma crise palaciana. Rogério, muito irritado, ameaçou entregar o cargo de ministro, mas foi convencido a tirar umas férias, para esfriar a cabeça. Férias em que até intercorrência de saúde o atingiu, obrigando Marinho a fazer uma cirurgia cardíaca em Porto Seguro, na Bahia.

 

Considerado visceral em articulação política, Rogério Marinho conseguiu apoios em praticamente todos os municípios do RN para se candidatar ao Senado. No entanto, perante a preferência de Bolsonaro, Fábio tem levado a melhor, ao vencer a disputa “por cima”. Faria despacha no mesmo prédio que Bolsonaro, e caiu nas graças da família presidencial. Por isso, tenta a todo custo retirar Marinho do caminho. 

 

Com o empoderamento do chamado “Centrão”, com a posse do senador Ciro Nogueira na Casa Civil, Fábio Faria termina fortalecendo-se ainda mais, atuando muito intensamente para desbancar Rogério da postulação. Em verdade, Fábio gostaria que Rogério disputasse o governo, e ele, Faria, o Senado. No entanto, Rogério foge deste cenário, por temer uma derrota acachapante contra a governadora Fátima Bezerra (PT). 

 

A única possibilidade, a julgar por este cenário, de Rogério manter de pé o projeto de disputa pelo Senado, é se Fábio Faria for alçado à condição de candidato a vice na chapa de Bolsonaro. Para os céticos, não se trata de algo impossível, visto que o presidente já sinalizou que o vice ideal deve agregar, sendo o fator ser “nordestino” um dado agregador, como Faria o é. Com o Centrão fortalecido e a filiação de Fábio ou mesmo de Bolsonaro ao PP, tudo pode fluir nesse sentido. É aguardar as cenas dos próximos capítulos.


AgoraRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente